quarta-feira, 30 de outubro de 2019

Casal Anthony e Rosinha Garotinho volta a ser preso após TJ derrubar habeas corpus de Siro Darlan

Agentes do Serviço de Polícia Interestadual (Polinter), ligados à Polícia Civil, entraram às 5h51 desta quarta-feira no prédio na Rua Buarque de Macedo, na esquina da Praia do Flamengo, na Zona Sul do Rio, onde Anthony e Rosinha Garotinho moram, para cumprirem um mandado de prisão. O casal foi preso às 6h30. A 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio derrubou, nesta terça, a liminar que concedeu um habeas corpus aos dois dada pelo desembargador Siro Darlan. Eles foram levados para a sede da Polinter.

De acordo com o porteiro do edifício, o andar do apartamento de Garotinho é o segundo. Ele disse ainda que ocorreu, até o começo da madrugada, um culto religioso na casa dele. Esta é a quinta vez que o Garotinho é preso e a terceira de Rosinha. O casal segue para a Cidade da Polícia e, depois, para o Instituto Médico Legal (IML). Garotinho vai para a Cadeira Publica José Frederico Marques, em Benfica, na Zona Norte, e Rosinha segue para a cadeia Feminina Nelson Hungria, no Complexo de Gericinó, na Zona Oeste.

Garotinho e Rosinha são investigados por superfaturamento em contratos celebrados entre a Prefeitura de Campos, no Norte fluminense, e a construtora Odebrecht, para a construção de casas populares dos programas Morar Feliz I e Morar Feliz II durante os dois mandatos de Rosinha como prefeita (2009/2016).

Os ex-governadores chegaram a ser presos em uma operação do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e da Coordenadoria de Segurança e Inteligência, órgãos vinculados ao Ministério Público do estado, no dia 3 de setembro deste ano. Menos de 24 horas depois, a decisão foi revogada pelo desembargador Siro Darlan, plantonista do Tribunal de Justiça. Fonte: Extra.globo.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário