quarta-feira, 20 de junho de 2018

Inverno em Campos e região deverá ser mais rigoroso do que nos últimos anos

O início do inverno em Campos e região, que começa nesta quinta-feira (21/06), tem tudo para ser um dos mais rigorosos dos últimos anos. A informação é do geógrafo e técnico em Meteorologia, Carlos Augusto Souto. Segundo ele, por conta de fenômenos climáticos, as temperaturas irão cair um pouco mais neste ano.

“Existe uma tendência que tenhamos um inverno mais rigoroso que nos anos anteriores. Vimos um outono com as temperaturas mais baixas que as médias, então a tendência é que tenhamos um inverno mais rigoroso”, ressaltou o meteorologista.

Segundo Souto, o que se viu foi o fenômeno La Niña atuando por volta de um pouco mais de um mês e isso gerou um resfriamento da atmosfera de maneira geral. Ele também contou que há, ainda, o efeito dessa condição e é por isso que as médias de temperatura ficaram um pouco mais baixas. Mas, como o efeito cessou, a tendência é que as temperaturas não diminuam tanto assim.

“No inverno é bastante comum essa variação de temperatura entre dia e noite. No inverno teremos climas secos, a tendência é termos poucas chuvas. Quando o ar está mais úmido, a diferença de temperatura entre o dia e a noite é menor, mas quando o ar está mais seco, essa amplitude térmica aumenta muito. Será muito comum no inverno, na parte da tarde, a temperatura ficar na casa dos 30°, e na parte da noite a temperatura cair para os 14°”, disse.

Carlos Augusto comentou que com a estação mais fria do ano, no município de Campos, o clima sempre fica muito seco. Além disso, os índices de chuva vêm caindo nas últimas semanas.

“Tem chovido, mas mesmo assim as médias de chuvas vêm caindo. Acerca de inverno é uma certeza as poucas chuvas pela tendência climatológica da região”, acrescentou.

Souto também recomendou a imunização contra o vírus Influenza, cujo contágio aumenta drasticamente com a chegada do inverno, pois é o período de maior circulação dos vírus da gripe.

“Eu recomendo a vacinação a todas as pessoas, principalmente aos grupos sucessíveis. As pessoas mais velhas e também as crianças, principalmente. É muito importante a prevenção das pessoas porque a doença é contagiosa”, aconselhou. Fonte: Ururau

Nenhum comentário:

Postar um comentário