quarta-feira, 8 de novembro de 2017

Após encontro, Governadores terá audiência com Temer em prol da ferrovia

Os governadores do Rio de Janeiro e Espírito Santo, Luiz Fernando Pezão e Paulo Hartung, respectivamente, estarão em audiência na próxima terça-feira (14/11), às 15h, com o presidente Michel Temer, em Brasília, onde estarão entregando a Carta de Intenção assinada nesta quarta-feira (08/11) no Porto do Açu, em São João da Barra. No documento, os governos reiteram a importância da instalação de um corredor ferroviário entre as cidades do Rio de Janeiro e Vitória.
A ideia é pressionar Temer para que libere a concessão, previsto no Programa de Investimentos em Logística (PIL), lançado em 2012 pelo governo federal. Hartung ressaltou que a presença dos dois governadores no Porto do Açu se deu em função de uma mudança na legislação brasileira quanto a renovação de concessões.

“Em um momento difícil em que o Brasil está vivendo, onde não se tem dinheiro para nada, isso abre oportunidades para o Rio de Janeiro e o Espírito Santo. Por isso estamos criando uma aliança entre os dois estados, unir os dois governos, as prefeituras municipais, o mundo empresarial, para que possamos reivindicar no governo federal que, na renovação dessas concessões, os recursos sejam direcionados para a construção deste corredor ferroviário”, disse.

Pezão informou que o governador capixaba, desde o início do mandado dele, vem cobrando essa parceria. “Hartung foi um dos que mais lutou para a realização deste projeto, e agora estamos aqui assinando esta carta que será entregue ao Temer, para que objetivamos o desenvolvimento da ferrovia, que será importante tanto para o Espírito Santo quanto para toda a Região Norte e Noroeste”, falou o governador, informando que o processo das concessões se encontra na fase final.

“A concessão para construção da ferrovia terá participação das iniciativas privada e pública. Já temos trechos prontos. Ainda não sabemos o valor dos investimentos de cada estado. Por isso estaremos em audiência com Temer”, revelou Pezão. Fonte: Ururau

Ponte da Integração - Fora a temática da visita, a segunda pergunta a ser respondida por Pezão foi com relação às obras da Ponte da Integração, paralisadas desde abril de 2016.

“Com a operação de crédito, assim que nós colocarmos os salários em dia, essa será a primeira obra que quero retomar. Vou me reunir com o secretário de obras e com o responsável pela obra. Eu quero ver se retomo ainda esse ano a obra da ponte”, prevê Pezão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário