segunda-feira, 9 de outubro de 2017

Mulher é morta a facadas pelo ex-marido dentro de igreja no Paraná ao final do culto

Ex-marido de Geni de Souza foi preso após matá-la no ParanáUma mulher foi morta pelo ex-marido ao final de um culto numa igreja evangélica em Cianorte, no Paraná, na noite deste domingo. Geni de Souza Soares Wurmeister, de 40 anos, já havia relatado comportamento violento da parte de Leonidas Wurmeister, de 51 anos, na delegacia da cidade. Logo após cometer o crime, ele conseguiu fugir, mas foi encontrado e preso. A Delegacia da Mulher em Cianorte investiga o caso. Leonidas foi autuado por femicídio e pode pegar até 30 anos de prisão, segundo a assessoria de imprensa da Polícia Civil do Paraná.

Os bombeiros disponibilizaram uma ambulância, assim como o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas a vítima morreu no local. Geni sofreu quatro golpes de faca de cozinha por volta das 21h30.

Um parente contou ao que o ex-marido costumava ser violento. Uma briga recente entre eles teria ocorrido por causa da compra de um computador. Além disso, o casal se separou há cerca de 20 dias. Ele não aceitava o fim do relacionamento.

— Eles tinham brigas e brigas. Há 20 dias mais ou menos ele quebrou fogão, mesa, geladeira. A casa ficou um estrago. Daí a polícia veio, e ela registrou boletim de ocorrência e pediu para ficar 300 metros longe dele. Mas ele ficou ligando, e ela começou a atender e a se encontrar com ele. A Geni não queria o relacionamento e ele pegou raiva. O pastor de uma igreja pequena cedeu o espaço para ele dormir lá, e ela foi levar uma marmita para ele quando soube que ele tinha fome e, então, assistiram ao culto — disse, frisando que Geni continuou a conversar com o agressor, assim como a arcar com o pagamento das prestações de um carro. Fonte: Extra.globo.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário