terça-feira, 22 de agosto de 2017

Carteira de habilitação digital deve ser lançada até fevereiro

Tecnologia - A Carteira Nacional de Habilitação Eletrônica (CNH-e) deve chegar mais cedo do que o previsto. O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) decidiu antecipar o prazo de implementação do documento para 1º de fevereiro de 2018.

Quando a versão digital da CNH foi anunciada, no mês passado, o governo esperava que o documento passasse a valer a partir da referida data. Mas 1º de fevereiro se tornou o prazo máximo porque o aplicativo para uso da CNH-e em dispositivos móveis já foi desenvolvido pelo Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro), de acordo com o Ministério das Cidades.

Agora começa a fase de testes de emissão do documento eletrônico em cada Detran. Um projeto-piloto terá início no próximo mês, em Goiás, o que tornará o estado o primeiro a disponibilizar a novidade.

Para recapitular, a intenção com a iniciativa é permitir que o cidadão tenha a opção de usar a CNH digital por meio do smartphone quando não tiver a versão impressa do documento em mãos. A validação da CNH-e e a checagem dos dados poderão ser realizadas por certificado digital e, a exemplo do que já é feito com CNHs impressas mais recentes, via QR Code.

O documento digital terá a mesma data de validade da versão em papel e, pelo menos inicialmente, não terá emissão automática: o interessado deverá se cadastrar no site do Denatran ou comparecer a um posto do Detran da sua região para fazer a solicitação. Também será possível solicitar a CNH-e nos processos de renovação, emissão de permissão provisória, adição de categoria e requisição de segunda via.

Ainda não há informações sobre os custos para o usuário. Fonte: Tecnoblog

Nenhum comentário:

Postar um comentário