sexta-feira, 10 de março de 2017

Segundo polo de vacinação contra febre amarela já funciona

O primeiro dia de vacinação contra a febre amarela no Centro de Referência e Tratamento da Criança e do Adolescente I (CRTCA I), em Campos, fluiu de forma tranquila, segundo a administradora da unidade, Giovana Machado. Até 9h desta quinta-feira (09/03), 100 fichas, do total de 150, já haviam sido distribuídas. Com o novo polo de vacinação, o município passa a oferecer dois locais para que as pessoas — que comprovarem viagem para áreas de risco de contágio da doença — possam procurar o serviço. Agora, são 300 doses diárias na área central, que também conta com o polo da sede da secretaria de Saúde.   

De acordo com Giovana Machado, para que o trabalho pudesse ocorrer sem transtornos, uma sala do CRTCA foi reservada exclusivamente para a aplicação de vacina, assim como uma equipe da unidade. "Não registramos nenhum transtorno nesse primeiro dia, tudo está bem tranquilo sem nenhum tumulto", contou.

Karla Monteiro, que frequentemente viaja para o Espírito Santo, foi uma das pessoas que tomou a dose da vacina no CRTCA I. "É bom ter mais um ponto de vacinação porque a população é grande e um local só acaba gerando tumulto", disse.

Segundo a diretora de Vigilância em Saúde de Campos, Andréya Moreira, as vacinações contra a febre amarela na região central de Campos são apenas para quem vai para áreas de risco. "A importância de um novo ponto de vacinação é oferecer mais uma opção para a população que vai viajar para áreas consideradas de risco. Mas é importante que as pessoas saibam que não há motivo para pânico, pois não há nenhum registro de febre amarela em Campos", explicou.

Novo polo - A vacinação no CRTCA I, situado na Rua Barão de Miracema (próximo ao Palácio da Cultura), acontece de segunda a sexta-feira, com a distribuição de 150 senhas a partir das 7h30. As pessoas também podem ir à sede da Secretaria de Saúde, na rua Voluntários da Pátria, onde a imunização também prosseguirá com 150 fichas distribuídas a partir do mesmo horário. 

As pessoas devem estar munidas de carteira de identidade, comprovante da viagem e carteira de vacinação, principalmente os menores de idade. A vacina é destinada a pessoas entre 9 meses e 60 anos, obedecendo às indicações e contraindicações do Ministério da Saúde, que são: não possuir doenças como câncer, HIV positivo; não ser alérgico a proteína do ovo e a gelatina; não fazer uso de medicamentos como corticoide; não ser gestante e não estar amamentando. Fonte: Ururau

Nenhum comentário:

Postar um comentário