quinta-feira, 23 de março de 2017

Quarto caso de febre amarela no Estado do Rio é confirmado

Foi confirmado o quarto caso de febre amarela no Estado do Rio. A vítima, um homem de 68 anos, também mora em Casimiro de Abreu, onde os outros três casos foram registrados, entre eles a morte do pedreiro Watila dos Santos, de 38 anos. De acordo com a prefeitura do município, Jairo Bochorny, conhecido como Guila, foi encaminhado ao Hospital dos Servidores, no Rio, para o tratamento. O Secretário de Saúde de Casimiro de Abreu, Ibson Júnior, acompanha o caso de perto. Em nota, ele afirma que o estado de saúde do paciente é estável. 

A confirmação dos casos de febre amarela em Casimiro de Abreu deixou os moradores da cidade alarmados. Eles estão apreensivos com a possibilidade de um surto na cidade. A cidade da Baixada Litorânea é a única do estado a registrar casos de febre amarela.

Até o momento, a prefeitura de Casimiro de Abreu já vacinou 40 mil pessoas. Todas que moram na área rural foram imunizadas, segundo a prefeitura da cidade. Embora o município tenha uma população estimada de 42 mil habitantes, a secretaria municipal de Saúde informou que a imunização da região não está próxima do fim. Segundo a assessoria de imprensa da pasta, a procura pela vacina por parte de moradores de cidades vizinhas se intensificou nos últimos dias. Esta semana, Casimiro de Abreu recebe mais 2 mil doses, mas a prioridade será o distrito de Barra de São João, por ser uma região de passagem. Estima-se que cerca de 95% dos habitantes do município tenham se vacinado.

Desde que o Ministério da Saúde começou a monitorar mortes por febre amarela no país, em dezembro do ano passado, já foram notificados, até o último dia 17, 1.558 casos de pessoas com suspeita de terem contraído a doença. Deste total, 424 (27,22%) foram confirmados e 201 (12,90%), descartados. Os outros 933 (59,88%) ainda estão sendo investigados.

A Secretaria de Vigilância de Saúde do ministério também monitora ocorrências com macacos. Segundo o órgão, até sexta-feira passada, 389 primatas - de um total de 1.249 notificações - foram diagnosticados com febre amarela no país. Doze suspeitas foram descartadas e outras 394 continuam sendo investigadas. Fonte O Globo

Nenhum comentário:

Postar um comentário