quinta-feira, 2 de março de 2017

BR 101 tem 82 km duplicados

As obras para duplicação da BR 101 seguem a todo vapor no trecho entre Campos e Rio Bonito. Desde o início da concessão da rodovia, em 2008, 82 km de pistas duplicadas foram entregues e outros 46 km estão com os trabalhos em andamento, de acordo com a Autopista Fluminense, responsável pela administração da rodovia entre a divisa com o Espírito Santo e a ponte Rio-Niterói. Segundo a concessionária, dos 60 km entre Campos e Macaé, 44 km já foram duplicados e 16 km passam por obras.
Resultado de imagem para auto pista duplicada
Além da duplicação, outras intervenções como instalação de passarelas, viadutos, sinalização e correção de traçado vêm sendo feitas na rodovia federal para aumentar a segurança dos motoristas. O resultado, segundo a Autopista, foi a queda significativa do número de acidentes. O número de mortes na BR 101 caiu de 195, em 2012, para 108, até o dia 22 de dezembro do ano passado.

Pedido para mudança no novo contorno de Campos

No último dia 31 de janeiro, aconteceu uma reunião na sede da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), em Campos, para discutir um pedido de mudança no traçado do contorno de Campos da BR 101. Na ocasião, representantes de entidades como Autopista Fluminense, Câmara de Diretores Lojistas (CDL), Associação Comercial e Industrial de Campos (Acic) e da associação de caminhoneiros, participaram do encontro. A ideia é avançar o contorno para depois de Travessão, no sentido Espírito Santo, do km 51 para o km 42.

De acordo com a Autopista, o projeto de engenharia do novo contorno de Campos está em análise na ANTT e também passa por processo de licenciamento ambiental. O empreendimento, com obras previstas para este ano, tem o projeto inicial de ser construído entre o km 51 e o km 84,6 da BR 101, em pista dupla, iniciando próximo a Travessão e chegando próximo Ibitioca. O novo contorno contará com viadutos nos entroncamentos com as rodovias RJ 208, RJ 158, BR-356 e RJ-224. O projeto também prevê a construção de pontes sobre os rios Ururaí, Paraíba do Sul e Muriaé. Fonte: Fmanha

Nenhum comentário:

Postar um comentário