sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

São Fidélis declara calamidade financeira

São Fidélis entra na lista dos municípios fluminenses que decretaram estado de “calamidade financeira”, que sobe para 16. Nessa quinta (19), o prefeito Amarildo Alcântara (PR) falou sobre a situação das finanças e o que à medida. Segundo ele, encontrou uma dívida de R$ 14 milhões, pagamento de dezembro dos servidores em atraso e de contratados, além de dívidas com fornecedores, contas de água, telefone e luz. Para conter gastos, Amarildo disse que tomou medidas de cortes. Uma delas foi a redução de 19 secretarias para onze.

Segundo o secretário de Controle Interno do município, Josemar Lage, às dívidas estão sendo analisadas e medidas serão tomadas. O secretário de Governo e Articulação, David Loureiro disse que o orçamento anual da Prefeitura é de aproximadamente de R$ 86 milhões e a dívida é de R$ 14 milhões entre processadas e não processadas. “A frota de veículos está sucateada e esta semana foi bloqueado o Fundo de Participação dos Municípios, por dívidas deixadas pelo governo anterior”, declarou Loureiro, que já foi prefeito do município e hoje tem cargo de “super secretário”.

Na região Norte, São Fidélis é o primeiro município a decretar calamidade financeira. Ainda na região, Campos declarou “Emergência na Saúde” e São João da Barra e Carapebus “Emergência Econômica”. Por outro lado o Tribunal de Contas do Rio de Janeiro (TCE-RJ), durante reunião na última quarta-feira, recomendou aos prefeitos cautela na hora de decretar estado de “Calamidade Financeira”. Fonte: Folha da Manha

Nenhum comentário:

Postar um comentário