quinta-feira, 17 de novembro de 2016

Prefeita eleita de SFI participa de live no facebook

A prefeita eleita de São Francisco de Itabapoana, Francimara Barbosa Lemos, participou na manhã desta quinta(17), do quadro "Café com os Bacanudos", apresentado pela Rô Rocha numa live ao vivo em sua rede social. 

Na oportunidade, inúmeras perguntas foram feitas em um bate-papo bem descontraído. Francimara falou de sua paixão por música ( inclusive, cantou um trecho ), de comida, de sua cirurgia, de alguns momentos vividos durante a campanha, de sua relação como esposa e mãe, enfim, sempre autêntica e direta, a primeira mulher a ser eleita prefeita de SFI mostrou que sua vida é um livro aberto.  Acompanhe abaixo, momentos da conversa: 

Chamou a responsabilidade: "..a partir de janeiro eu sou, vou ser e serei a prefeita de todos.."

Transparência: "..a nossa campanha foi diferente! A diferença foi feita nas caminhadas, a diferença foi feita olho no olho, Francimara não prometeu nada a ninguém, ao contrário, as pessoas chegavam pra mim e dizia: "eu só voto em você se me der isso ou aquilo, então você pode votar em outro." minha transparência fez a diferença!.." 

Pregou união: "..você que votou em Pedrinho, você que votou no Marcelo, você que votou na Francimara, vamos nos unir, vamos lutar por uma São Francisco melhor, vamos vestir a camisa do bem, camisa da paz, porque se a gente se unir a gente consegue fazer a diferença.."

Mandou a letra: "..eu falo com Frederico, vou até aproveitar logo, os meus secretários, eu falei pra ele: eu vou dar três meses para mostrar para que veio, não mostrou, pode ser meu pai, pode ser meu irmão, dá licença vaga para outro. Sabemos que o secretário é cara do prefeito, muitas pessoas as vezes estragam o prefeito, então você tem que ter pessoas que queiram buscar, pois o município não tem esse recurso todo, mas se você colocar pessoas ali, que busca parceria, vamos pedir, vamos fazer uma rifa, fazer um bingo, não sei, mas vamos mudar, agora a pessoa chegar, sentar e ficar de bracinhos cruzados no ar condicionado esperando chegar no final do mês para receber o salário não vai fazer jus a campanha eleitoral que eu fiz, de caminhar com os pés no chão..."

Nota: Esse último trecho, me fez voltar um pouco no tempo no período em que exerci o cargo de secretário municipal. Me incomodava o fato de ter que ficar sentado despachando, então, lá estava eu ajudando a colocar arame e a cortar grama de campo de futebol, ajudando os funcionários da Secretaria de Serviços Públicos a limpar área de vôlei, carregando as placas da Secretaria em cima de saveiro para os eventos da mesma, a fazer agenda e protocolando oficios no Rio (sem o prefeito saber, a vontade de ajudar era tanta que as vezes aproveitava uma corona e não perdia tempo), pois eu entendia que a recurso da Secretaria de Esporte era, e é muito limitado, em meio a tudo isso conseguimos ainda trazer para SFI o projeto "Zico10" em parceria com Governo do Estado pelo período de 6 ha 8 meses - após muita insistências e idas e vindas á capital - e o recurso ( Seis Milhões e Meio de Reis) que originou no início da construção da orla da praia de Santa Clara. Sem contar as agendas em quatro Ministérios em Brasilia que fora agendada pelo nosso partido, eu não imaginava conseguir ir tão longe para quem nunca teve experiência no ramo. Portanto, penso que Francimara está no caminho certo, quer que seus comandados se movimentem, corram atrás, a ajude governar.

Aprendi que ser secretário é ser um agente político ( nem sempre eu conseguia ser), mas vai muito alem disso, ser secretário é se preocupar em fazer o certo, correr atrás mesmo que não consiga, é ter coração e vontade de ajudar sua cidade avançar, existem os que se comprometem com a coisa pública e, tem aqueles que gostam de ficar  só de camarote, é o que mais se vê pelas prefeituras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário