quinta-feira, 13 de outubro de 2016

Ponte da Integração e da dúvida

A fase atual das obras da Ponte da Integração, entre São João da Barra e São Francisco de Itabapoana, remete àquela que o empreendimento prometeu substituir: Só nos pilares, as duas pontes retratam épocas, investimentos de diferentes esferas de governo e situações econômicas, mas leva a todos o medo de permanecer como está. Com o Governo do Estado em situação financeira delicada, com dificuldade para remunerar os servidores, a incerteza da finalização da obra fica mais evidente. Prefeitos da região sabem da importância do empreendimento e pretendem recorrer aos parlamentares da região para pressionarem o governo a concluir a obra.

Durante a campanha eleitoral, o atual prefeito de São Francisco de Itabapoana, Pedrinho Cherene, falou sobre o que tem feito e o que pretendia fazer, caso permanecesse no cargo, para garantir a conclusão da ponte.

— A ponte da Integração é de extrema importância para a economia regional e até mesmo nacional, já que estará interligando não só dois municípios, como também dois grandes empreendimentos vizinhos que é o Açu e o Porto Central. Já conversei com o governador Dornelles sobre o assunto e ele me garantiu que a ponte é irreversível. Mas o momento realmente é delicado financeiramente falando — argumentou o prefeito não reeleito.

Sua sucessora no cargo, Francimara Barbosa Lemos, também enumerou, além da importância para setores da economia já citados, como agricultura e conexão entre os portos do Açu e Central, a importância para a integração do turismo e entretenimento: “É fundamental para o desenvolvimento de São Francisco, ligando os portos do Açu e Presidente Kennedy (ES). Mas acredito no desenvolvimento do turismo, inclusive incentivando eventos esportivos artísticos e culturais no eixo Gargaú a Barra do Itabapoana, criando assim a Rota do Sol. E é preciso lutar com garra, junto aos deputados e prefeitos, para a conclusão da sonhada ponte”, argumentou.

O atual prefeito de São João da Barra, Neco, e sua sucessora, Carla Machado, foram contatados por telefone, mas não atenderam ou retornaram até o fechamento desta edição. Fonte: Folha da Manhã Por: Daniela Abreu / Foto: Paulo S. Pinheiro 

Nenhum comentário:

Postar um comentário