segunda-feira, 19 de setembro de 2016

Sem acordo, greve dos bancários entra na terceira semana

Na última sexta (15/09), os bancários recusaram mais uma proposta da Federação Nacional de Bancos (Fenaban) e decidiram continuar a greve nacional, iniciada no último dia 6 e que completa nesta segunda-feira (19/09) 14 dias, com mais de 12 mil agências e 52 centros administrativos fechados no país, já na terceira semana de paralisação. Segundo o presidente do Sindicato dos Bancários de Campos, Hugo Diniz, a expectativa para esta semana é de que não haja nenhuma negociação com a patronal.

“Ainda essa semana a greve vai permanecer. Os bancos (patronal) ainda não chamaram para uma nova negociação e não tem nenhuma outra data marcada”, informou Diniz. Na região, somente nos municípios de Campos e São João da Barra, as agências (públicas e privadas) estão 100% paradas. Já nas demais, os bancos públicos estão fechados e apenas algumas agências privadas estão funcionando.

Na reunião da última sexta feira, a Fenaban ofereceu aos bancários reajuste salarial de 7% e abono de R$ 3,3 mil. Os servidores, por sua vez, não ficaram satisfeitos e decidiram manter a paralisação. Segundo a Fenaban, ainda não há data para novas negociações.

Nenhum comentário:

Postar um comentário