segunda-feira, 19 de setembro de 2016

Atualização do Cartão de Vacinas para crianças e adolescentes em SFI

Nesta segunda-feira, dia 19, em São Francisco de Itabapoana, começa a Campanha Nacional de Atualização do Cartão de Vacinas destinada para menores de cinco anos, crianças de nove anos e adolescentes de 10 a 15 anos incompletos. As vacinas serão aplicadas na Clínica da Família, no Centro de Vacinas do Hospital Municipal Manoel Carola e nas demais unidades de saúde da região, situadas nas seguintes localidades: Gargaú, Guaxindiba, Praça João Pessoa, Travessão de Barra, Barra de Itabapoana e Imburi

De acordo com o Secretário de Saúde, Dr° Jayme Tinoco, a finalidade da campanha é conscientizar os pais ou responsáveis acerca da sua responsabilidade de levar seus filhos para atualizar o cartão de vacinação.  

“O governo municipal, mais uma vez, em parceria com o Ministério da Saúde, une esforços para promover mais qualidade de vida através de ações preventivas. Para tanto, é fundamental que toda a população alvo compareça aos serviços de saúde levando a carteira de vacinação, para que os profissionais de saúde possam avaliar se há doses que necessitam ser aplicadas”, ressaltou.

O dia D da mobilização nacional ocorrerá no próximo sábado,  24 de setembro, mas a campanha se estenderá até 30 de setembro. A expectativa do poder público é a diminuição significativa das doenças imunopreveníveis no país e reduzir o abandono à vacinação. Como a vacinação será de forma seletiva para a população alvo, não há meta a ser alcançada.

Por conta da mudança na situação epidemiológica, o Calendário Nacional de Vacinação sofreu modificações rotineiras e periódicas, nas indicações das vacinas ou na incorporação de novas vacinas, tais como:

POLIOMIELITE- O esquema vacinal contra a poliomielite passou a ser de três doses da vacina injetável – VIP (2, 4 e 6 meses) e mais duas doses de reforço com a vacina oral – VOP (gotinha). Até 2015, o esquema era de duas injetáveis (VIP) e três orais (VOP).

HPV - O esquema vacinal passou de três para duas doses, com intervalo de seis meses entre elas. Os estudos recentes mostram que o esquema com duas doses apresenta uma resposta de anticorpos em meninas saudáveis de 9 a 14 anos não inferior quando comparada com a resposta imune de mulheres de 15 a 25 anos que receberam três doses. As mulheres vivendo com HIV entre 9 a 26 anos devem continuar recebendo o esquema de três doses.

MENINGOCÓCICA - O reforço, que anteriormente era administrado aos 15 meses, passou a ser administrado aos 12 meses, preferencialmente, podendo ser feito até os 4 anos. As primeiras doses da meningocócica continuam sendo realizadas aos 3 e 5 meses.

PNEUMOCÓCICA- Redução de uma dose na vacina pneumocócica 10 valente. Passou a ser administrada em duas doses, aos 2 e 4 meses, com um reforço preferencialmente aos 12 meses, que pode ser recebido até os 4 anos. Essa recomendação também foi tomada em virtude dos estudos mostrarem que o esquema de duas doses mais um reforço tem a mesma efetividade do esquema três doses mais um reforço.

Nenhum comentário:

Postar um comentário