quarta-feira, 28 de outubro de 2015

Doação de sangue para pequena Sawanna lota hemocentro

A campanha realizada pela família de Sawanna Xavier Araújo, menina de seis anos, diagnosticada com leucemia linfoide aguda, viralizou nas redes sociais e causou grande comoção em Campos, provocando recorde de doadores no Hemocentro Regional, segundo funcionários. A mobilização causou a lotação da unidade, que não suportou a demanda durante a manhã e chegou a orientar os doadores a retornarem na parte da tarde ou no dia seguinte. A expectativa é de que o banco de sangue esteja completo para o feriado.

O atendimento foi alvo de queixa por parte de alguns doadores. O advogado Murilo de Barros questionou a espera e exaltou a atitude da população. - Hoje faltou estrutura para atender a essas pessoas que vieram doar apenas por altruísmo, por solidariedade, o que é muito positivo. Grande parte que ainda está aguardando, é por causa da Sawanna. Eu mesmo sou doador, mas pela demora já teria ido embora, não fosse por ela. Eu vou sair para almoçar e retornar mais tarde, mas há pessoas que não podem e acabam precisando ir embora por vezes sem doar –, disse Murilo.

Já o gerente administrativo Luis Fernando da Silva declarou que não é doador e o que o motivou, assim como a grande parte dos doadores presentes. O fator preponderante é saber que você pode estar salvando uma vida. Essa campanha das redes sociais mostrou muita força e sensibilizou gente de toda a parte. Uma pena que o hospital não está suportando a demanda. Como administrador, penso que algo poderia ser feito, como por exemplo, deslocar profissionais de outros postos –, analisou Luis Fernando.

Mães de crianças de colo, Ana Carolina Rangel e Andrea Pessanha, se deslocaram de Baixa Grande para fazer a doação.

– Viemos motivadas pela campanha, que nos tocou por sermos mães. Pena que não estão suportando atender tanta gente hoje parece que não se organizaram para tal –, disse Andrea. Fonte: Folha da Manha | Fotos: Yan Tavares

Nenhum comentário:

Postar um comentário