terça-feira, 15 de setembro de 2015

Rafael tem sinal verde do PPS para candidatura em 2016

Quem apostava que um eventual arranjo estadual do PPS pudesse ter alguma influência sobre a pré-candidatura do vereador Rafael Diniz (PPS) à sucessão da prefeita Rosinha Garotinho (PR), em 2016, vai ter que arrumar novas fichas com quem banca o jogo. Na segunda-feira (14), na cidade do Rio de Janeiro, em dia dedicado a encontros do PPS, seu presidente regional, deputado estadual Comte Bittencourt, garantiu que a decisão sobre as candidaturas a prefeito, no ano que vem, caberá aos diretórios municipais.

Junto com o ex-prefeito Sérgio Mendes, presidente do PPS em Campos, Rafael comemorou a garantia, que vale para ele e outros pré-candidatos a prefeito da legenda em outros municípios fluminenses:

— O presidente Comte nos garantiu que a palavra final sobre candidaturas majoritárias será dos diretórios municipais, a partir dos pré-candidatos que colocarem seus nomes à disposição. Lógico que as articulações com outros partidos, inclusive o PMDB do governador (Luiz Fernando) Pezão vão acontecer em nível estadual, mas cada município terá autonomia para decidir democraticamente o que é melhor para si. Estou confiante e acredito muito no êxito do nosso projeto, pelo mandato de vereador que venho exercendo junto aos companheiros de partido e da oposição. Acredito, sobretudo, na vontade de mudança do povo de Campos.

Além de Rafael, outros pré-candidatos a prefeito do PPS no Estado do Rio, também considerados com chances nas urnas de outubro do próximo ano, também estiveram ontem na capital fluminense e celebraram a decisão do partido de dar autonomia aos municípios. Entre eles, o deputado estadual José Luiz Nanci, em São Gonçalo; Vicente Guedes, em Rio das Flores; Túlio Gabriel, em Conceição de Macabu; Luciano Tequinho, em Arraial do Cabo; Jorge Babo, em Barra do Piraí; Rafael Tubarão, em Magé; e Luciano Batatinha, em Cordeiro;

Além de delegar o poder de decisão sobre 2016 anos municípios, Comte destacou outro fato político que julga importante na eleição dos próximos prefeitos:

— Esse será o primeiro pleito que o PPS não estará na oposição ao governo estadual. Fomos oposição a Garotinho (PR), a Rosinha (PR) e a Sérgio Cabral (PMDB). Agora, somos aliados do governador Pezão, que estará na campanha dos candidatos do PPS a prefeito, mesmo que o PMDB tenha também candidatos próprios. Fonte: Blgo do Aluyzio Abreu / Folha da Manha

Nenhum comentário:

Postar um comentário