quinta-feira, 6 de agosto de 2015

Vereador sugere o dia "É gol da Alemanha" para lembrar dos 7 a 1

Acredite se quiser! A goleada de 7 a 1 sofrida pelo Brasil para a Alemanha na semifinal da Copa do Mundo do ano passado motivou um projeto de lei em Campinas. A proposta, de autoria do vereador Jota Silva (PSB), visa instituir na cidade o 8 de julho, data da partida no Mineirão, como o dia "É gol da Alemanha" para debater o rumo do futebol brasileiro com cronistas esportivos, dirigentes e ex-jogadores. 

Apesar de a expressão ter um sentido depreciativo, utilizada normalmente para ironizar fatos negativos, o parlamentar descarta tom de deboche no projeto, mas admite que colocou "É gol da Alemanha" como ementa para chamar a atenção. Radialista, o próprio Jota Júnior chegou a usar a expressão para criticar situações em seu programa de rádio. 

- Foi um gancho que peguei (da expressão) para que o dia seja lembrado todo o ano com debates na cidade. Eu usei como ementa o "É gol da Alemanha" para chamar a atenção. Foi, para mim, o maior desastre do futebol brasileiro - disse o vereador. 

Em sua justificativa, de uma página e meia, ele cita a necessidade de discutir o futebol para tentar evitar novos vexames, critica dirigentes o  e faz um apelo os demais vereadores de Campinas. 
- (...) A nação ficou totalmete destruída naquilo que mais a deixou feliz ao longo de tantos anos: o futebol. O dia 8 de julho não é um dia para ser comemorado, mas, sim para ser lembrado como sendo a maior tragédia do nosso futebol (...) Anualmente deveremos lembrar este dia com o objetivo de cobrar mais seriedade por parte das nossas autoridades esportivos com relação ao nosso futebol. O Brasileiro, que tem no futebol uma das suas grandes paixões, vem sendo enganado, surrupiado e tão pouco levado a sério em prol do enriquecimento ilícito de nossos dirigentes esportivos (...) Senhores vereadores, depois dessa derrota para a Alemanha, se nós que amamos o futebol não tomarmos alguma iniciativa, mesmo que simples como esta, não vamos apenas lembrar o 8 de julho de 2014, mas com certeza estaremos caminhando rumo a novas tragédias no Brasil, que já foi o "país do futebol".

O projeto de lei já foi protocolado, mas ainda não tem data para ir à votação. Ainda precisa passar pela aprovação das comissões da Casa. Aos 60 anos, Jota Silva está em seu terceiro mandato na Câmara de Campinas. No pleito de 2012, foi eleito com 2.658 votos. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário