segunda-feira, 11 de maio de 2015

TRE: Compra de votos em hospital gera inelegibilidade

A juíza da 34ª ZE, Cristina Sodré Chaves, cassou o registro de candidatura do ex-presidente da Câmara Municipal e suplente de vereador de Santo Antônio de Pádua, Adenilson Ferreira, o Cassiano de Marangatu (PPS), por compra de votos na eleição municipal de 2012. Proferida em 5 de maio, a sentença também condena o político a ficar inelegível por oito anos e pagar multa de R$ 25 mil. Ele ainda pode recorrer ao Plenário do TRE-RJ, na Capital.

Acionada por denúncias, a fiscalização do TRE-RJ flagrou, em 17 de setembro de 2012, uma mulher no Hospital Municipal Hélio Montezano que agia de forma a garantir benefícios em troca de votos para Adenílson Ferreira, para quem trabalhava há nove anos. Ela fazia transporte gratuito e intermediava exames, cirurgias, consultas e medicamentos. “Não há a menor dúvida de que ela prestava serviços para o representado com o objetivo de oferecer vantagens para eleitores”, redigiu a juíza. Fonte: Ascom

Nenhum comentário:

Postar um comentário