sábado, 16 de maio de 2015

A Lava-Jato está entalada na garganta, diz Jefferson

Presidente de honra do PTB e delator do processo do mensalão, o ex-deputado Roberto Jefferson saiu da prisão na manhã deste sábado, depois de 14 meses detido por envolvimento no escândalo de compra de apoio político no Congresso durante o primeiro mandato do ex-presidente Lula. Ele passará a cumprir pena no regime aberto. Jefferson estava preso na Casa do Alb
ergado Coronel PM Francisco Spargoli Rocha, em Niterói.

— Tô bem. Tá pago. Ainda tenho tempo para cumprir (a pena em prisão domiciliar). Tô em paz. Agora, vou poder cuidar (da saúde) melhor. Vou namorar muito — afirmou Jefferson aos jornalistas na saída de prisão.

Ele se negou a comentar a operação Lava-Jato, que investiga a corrupção na Petrobras, apesar de mostrar com as mãos que o assunto está entalado na garganta.

— Se eu falar, o ministro (Luiz Roberto) Barroso vai me prender. Tá aqui (na garganta), mas eu não posso falar. O Globo

Nenhum comentário:

Postar um comentário