terça-feira, 3 de março de 2015

Eduardo Cunha volta atrás sobre passagem aérea a cônjuge de deputado

Diante da repercussão negativa, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), decidiu nesta segunda-feira (2) recuar da medida que autoriza o uso de dinheiro da cota parlamentar para a compra de passagens aéreas para cônjuges de deputados. Também na segunda-feira, o Ministério Público Federal (MPF) em Brasília recomendou que a Mesa Diretora revogue a decisão que permite a compra de passagens áreas para maridos e mulheres de parlamentares com verba parlamentar. No pedido, o procurador da República Douglas Ivanowski Kirchner argumenta que a medida se caracteriza como um possível desvio de finalidade de recursos públicos e pede que seja cancelado qualquer pagamento do benefício.

Cunha afirmou que levará uma proposta alternativa para a reunião desta terça (3) da mesa diretora da Câmara, que aprovou a medida no último dia 25, entre uma série de outros benefícios para os parlamentares.

Nenhum comentário:

Postar um comentário