terça-feira, 20 de janeiro de 2015

Garcia diz ter 'esperança' de evitar que outro brasileiro seja executado

O assessor especial da Presidência da República para Assuntos Internacionais, Marco Aurélio Garcia, afirmou nesta segunda-feira (19) ainda ter "esperança” de livrar da execução o brasileiro Rodrigo Gularte, preso na Indonésia por tráfico de drogas e condenado à morte.

Após cerimônia no Itamaraty, Garcia lamentou a morte de outro brasileiro, Marco Archer, fuzilado no sábado pelo mesmo crime no país asiático. Assim como Archer, Gularte foi preso por tráfico em 2004, mas a data de sua execução ainda não foi definida.

“A preocupação do governo brasileiro, já que não conseguimos ser exitosos na questão do primeiro executado, é que tenhamos pelo menos possibilidade de resolver esse caso [de Rodrigo Gularte] […] A esperança é sempre a última que morre. Então vamos trabalhar nessa direção”, afirmou Marco Aurélio Garcia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário