sábado, 1 de novembro de 2014

Pezão ameaça ir a Brasília contra transposição do Rio Paraíba do Sul

Eleito no domingo passado para o Palácio Guanabara, o governador Luiz Fernando Pezão garante que não vai aceitar qualquer proposta que possa significar desvio para o sistema Cantareira, em São Paulo, de águas do Rio Paraíba do Sul.

Pelo menos é o que informa a coluna Painel, da Folha de São Paulo, em sua edição online.

Confira a nota:

“Águas da discórdia

O governador do Rio, Luiz Fernando Pezão, não quer nem ouvir falar na ideia de desviar para o sistema Cantareira águas da bacia do rio Paraíba do Sul. O governador paulista, Geraldo Alckmin, voltou a defender o uso do rio Jaguari para atenuar a crise hídrica no Estado. “É claro que isso nos preocupa. O que prejudica o Paraíba prejudica o Rio”, reage Pezão. O peemedebista ameaça levar a disputa a Brasília. “São Paulo não pode tomar decisões unilaterais. Ele sabe disso”, afirma.

O conflito pela bacia do Paraíba estava represado há sete meses. Em março, quando Alckmin lançou a ideia de desviar água do Jaguari, o então governador do Rio, Sérgio Cabral, foi ao Planalto e ameaçou recorrer à Justiça. Os dois bateram boca, e o tucano recuou.

Pezão tem conversado com a ministra Izabella Teixeira (Meio Ambiente) e sustenta que qualquer disputa sobre a bacia hidrográfica deve ser arbitrada pelo governo federal. Contemporizador, ele diz torcer por uma providência dos céus: “Espero que chova logo para essa briga acabar”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário