segunda-feira, 6 de outubro de 2014

Garotinho receberá Crivella nesta terça-feira em Campos

O candidato ao governo do Estado do Rio pelo PRB, Marcelo Crivella, já começou a costurar alianças para o segundo turno contra o governador Luiz Fernando Pezão (PMDB), que tenta a reeleição. Nesta segunda-feira (6), ele disse ter iniciado conversas com todos os partidos que não fazem parte da aliança do PMDB - 17 no total. PT, PR e PSOL, que tinham candidatos ao governo, foram os primeiros. Com eles, Crivella garantiu já ter "conversas avançadas".

"O que todos eles me pediram foi para derrubar este governo, o que farei com muito gosto", disse bem-humorado.

O que me pediram foi para derrubar este governo, o que farei com muito gosto" Marcelo Crivella

Em seu comitê, no Centro do Rio, ele recebeu o presidente regional do PT, Washington Quaqua, que não quis ser fotografado.Todos os dirigentes das siglas disseram a Crivella que terão encontros das executivas antes da decisão sobre o possível apoio.

Do PR, Crivella falou com a família Garotinho, enquanto teve conversas reservadas com Marcelo Freixo e Chico Alencar, do PSOL. Embora reconheça mais dificuldade nesta aliança, Crivella se mantém confiante.

"A idéia é que digam 'Pezão, não', mais ou menos como fizeram na disputa presidencial: 'Aécio, não'. Normalmente não declaram apoio, mas dizem não ao outro candidato", disse ele.

Em nota, na tarde desta segunda, Anthony Garotinho informou que receberá Crivella na terça-feira (7), em sua casa, em Campos dos Goytacazes, no Norte fluminense.

Nenhum comentário:

Postar um comentário