quarta-feira, 28 de maio de 2014

Sérgio Cabral desiste de sua candidatura ao senado

O ex-governador Sérgio Cabral (PMDB) desistiu de se candidatar a uma vaga no Senado e fortaleceu a aliança entre o PSD e o governador Luiz Fernando Pezão (PMDB). Abrindo mão do senado ele fortalece o nome de Ronaldo Cesar Coelho, do PSD, que pretende disputar o Senado. Antes da decisão de Cabral, o PSD estava flertando com o PT do senador Lindbergh Farias, que também está na disputa pelo governo. A notícia sobre a desistência de Cabral foi publicada nesta segunda-feira (26) na coluna “Radar Online”, do jornalista Lauro Jardim. Segundo ele, “o martelo está quase batido — ou melhor, está batido, mas em política é prudente sempre não ser assertivo demais”.

Em Campos o PSD conta com o deputado estadual Roberto Henriques e o ex-presidente da Câmara de Campos, Nelson Nahim. Ambos são aliados do governador Sérgio Cabral e vão disputar as eleições de outubro. Enquanto Henriques busca a reeleição na Alerj, Nahim está de olho em uma cadeira na Câmara Federal.

A nota da coluna “Radar Online” também informa que Cabral tem articulado a desistência de Cesar Maia (DEM), que também é pré-candidato ao governo. A ideia é ter o DEM ao lado de Pezão, dando a legenda uma suplência para o Senado. Porém, o deputado federal Rodrigo Maia, um dos principais caciques da legenda, negou a possibilidade de acordo com o PMDB: “Não há nenhuma hipótese de apoiarmos o PMDB do Rio. Cabral não será candidato mas não queremos estar juntos neste funeral”.

Para o pré-candidato do PR ao governo estadual, Anthony Garotinho, o motivo da desistência de Cabral não tem a ver com o apoio a Pezão, mas ao fato de que “seria um milagre ele se eleger com seus índices negativos de rejeição”. “Cabral não vai querer passar recibo de que ficou com medo de perder e certamente inventará uma desculpa qualquer, que foi para ajudar Pezão e por aí vai”, comentou o deputado eu seu blog. Segundo Garotinho, a questão agora é saber qual caminho Cabral seguirá. Caso dispute uma vaga de deputado federal, seu filho deve fazer dobradinha para estadual”, opinou Garotinho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário