domingo, 13 de abril de 2014

Deus é quem define quem voce é, parte 2

Bom dia, caro leitor! Continuamos hoje a conhecer fatos ocorridos no passado, onde usamos o versículo abaixo para entender que só Deus transforma e faz possivel o que parecia impossivel aos olhos humanos. “Mas Deus escolheu as coisas loucas deste mundo para confundir as sábias; e Deus escolheu as coisas fracas deste mundo para confundir as fortes”. (1 Coríntios 1:27). Acompanhe:

-Jesus, o Filho de Deus, cheio de poder e riqueza e glória e honra, nascerá num celeiro pobre, diz o anjo à Maria, será filho de um marceneiro e a gravidez de sua mãe (uma desconhecida) não será através de uma relação humana?? (que loucura é essa)? Ora, aquele que os judeus esperavam para destruir os seus inimigos romanos, diz: “amem os seus inimigos?” (É uma piada, né?)…
Depois, ele falará que existe uma vida nova, que tem que nascer de novo, etc e tal? Que, morreria por isso e por todos, mas que iria ressuscitar três dias depois? Que, se alguém vier a crer não experimentará a morte? (bom, é melhor parar, não aguento mais de tantas gargalhadas, desculpe)!…

-João Batista, comedor de gafanhoto e mel lá da mata e do deserto… Logo esse seria o porta-voz do “Cordeiro Santo de Deus” que iria salvar o mundo? (ora, vamos! Tanta gente nobre pra fazer isso)…

-E, Paulo, o apóstolo, como se já não bastasse, deve ser mais outro louco, de estatura baixa, calvo, de aparência desprezível, de saúde frágil, viajando pra todos os lados, ajudando a eliminar os crentes, de uma hora para outra, pira, cai do cavalo e passa a falar que esse Jesus a quem ele perseguia vai voltar para buscar os crentes no dia do arrebatamento?

-E, o escravo de Nabucodonozor? Não era qualquer reizinho que estava dizendo para ele e seus amigos se dobrarem perante uma estátua, era ordem do rei de toda a Babilônia: “Que insulto! Como vocês escravos judeus, negam curvar-se perante minha imagem? Pois quando soar a trombeta, darei nova chance! Dobrem-se, dizia Nabucodonozor!”
Pasmem! Daniel e seus amigos não se dobraram mesmo para reverenciarem a imagem (o que muitos o fazem nos dias de hoje, até os filhos de Deus). E, mais esses “de raça inferior” não morreram nem com fogo, nem com leões. Foram honrados por Deus e se tornaram governadores sobre os seus opressores.

Disse Deus a Daniel:
“Segue o teu caminho Daniel até ao fim; pois descansarás e, ao fim dos dias, te levantarás para receber a tua herança”. (Daniel 12: 13).

Leitores do blog do Noel Junior, falem de Jesus nas esquinas, nos ônibus, nas ruas, nas praças.. preguem o evangelho nos shoppings, no ambiente de lazer, redes sociais, etc…
É estranho, até entendo que sim, mas aqueles que nao tem o que comer, nem sabem ler e escrever corretamente, sem diplomas, sem qualificação profissional, etc, estes podem ser os escolhidos, pois..
“ Deus escolheu as coisas loucas deste mundo para confundir as sábias; e Deus escolheu as coisas fracas deste mundo para confundir as fortes”. (1 Coríntios 1:27) 

Tenha um domingo de paz!

Um comentário:

  1. Daniel não se curvou diante a imagem porque não era de Deus como os anjos e querubins que eram esculpidos nos templos. Nós católicos tb não adoramos imagens como alguns querem dizer sem ter conhecimento da Doutrina. Os Santos são exemplo de cristãos que devemos procurar imitar suas atitudes e não adorá-los. Nosso primeiro mandamento seguimos que é amar a DEUS sobre todas as coisas. Neuza Maria dos Santos

    ResponderExcluir