sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

Jovem morre eletrecutada em Santa Clara

-Toda morte é triste, mas qdo se trata de uma criança parece que a dor é ainda maior. Nao conheci a pequenina Kayllanny, 10 anos, que veio a óbito na tarde desta quinta-feira, decorrente de um choque elétrico numa fiação clandestina na praia de Santa Clara. Me corta o coração saber que ela nao estará mais no meio familiar. Óh, Senhor, que minha fé sustente a certeza de que esse anjinho esteja em Vosso lado, pois nao posso acreditar em algo contrário a isso. Conforte a familia, em nome de Cristo Jesus. Amem.

Leia a caso no texto abaixo;

Uma tragédia aconteceu na tarde desta quinta-feira (13/02), na Praia de Santa Clara, São Francisco de Itabapoana. A menina Kailane Pessanha da Silva, 10 anos, morreu eletrocutada por volta das 17h30, numa cerca energizada por um fio de uma ligação clandestina, na Rua do Camping, no Bairro Caixa D'água.

A menina brincava com outras colegas, próximo a casa onde morava. Segundo o pai de Kailane, Leandro Pessanha, de 31 anos, a filha sofreu uma descarga elétrica quando tentava passar por uma cerca de arame.

As colegas, vendo a Kailane presa, gritaram por socorro. Um amigo tentou puxar a menina, mas também recebeu uma descarga. Vizinhos chamaram o resgate da Saúde em SFI, que a caminho cruzou com um veículo particular que levava a  menina para o Posto de Saúde de São Francisco, onde ela já chegou sem vida.

A perícia da Polícia Civil esteve no local e constatou que o fio energizado é mesmo de uma ligação clandestina. Como se vê na imagem, o fio desce rente ao poste da concessionária de energia e passa próximo à cerca. Devido a fiação precária estar encostando no arame a cerca estava energizada.

O perito da Polícia Civil seguiu o caminho do fio. Após passar próximo a cerca o fio ainda atravessa uma vala, passa por baixo da rua e chega até uma residência. A moradora da casa que recebe a energia desta ligação foi levada para prestar esclarecimentos na Delegacia de Polícia. Fonte: Ururau replicado do Blog Paulo Noel

Nenhum comentário:

Postar um comentário