terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

Eike Batista vende o Hotel Glória

O ex-bilionário Eike Batista continua sua escala ladeira abaixo. Depois de perder vários de seus empreendimentos, inclusive o Supeporto do Açu, no litoral de São João da Barra, que agora está sob a responsabilidade da Prumo, do Grupo EIG, agora mais um que sai de suas mãos, o Hotel Glória, na capital fluminense.

Notícia publicada no jornal “O Dia” informa que, com obras paradas desde o início do ano passado, o Hotel Glória teve sua venda selada no fim de semana. Segundo a informação divulgada pela coluna ‘Negócios&Cia’, da jornalista Flávia Oliveira, o contrato de compra e venda do imóvel foi assinado entre a REX e o fundo suíço Acron, especializado em investimentos imobiliários, principalmente em hotéis.

Ainda não há informações de quem vai administrar o hotel, mas o grupo suíço negocia com cinco grandes operadoras hoteleiras do mundo, entre elas o Four Seasons. O negócio, mais uma marca da queda do império de Eike, teria sido fechado por cerca de R$ 200 milhões, dinheiro que o empresário deve usar para pagar dívidas.

Adquirido pela REX em 2008, por R$ 80 milhões, o Hotel Glória era um dos projetos que estavam nos planos de Eike de revitalizar o Rio. Projetado para ser um hotel seis estrelas, com direito a restaurantes, lojas de grife e uma piscina com vista para a Baía de Guanabara, o empreendimento, no entanto, não foi para frente.

A reforma, que contou com um financiamento de R$ 190 milhões do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), perdeu força em 2012 e foi paralisada no ano passado. A ideia era que o novo hotel — Eike mandou demolir toda a parte interna do edifício, preservando apenas a fachada — entrasse em operação em abril deste ano, antes da Copa do Mundo, em julho. Não deu. (fonte: jornal O Dia)

Nenhum comentário:

Postar um comentário