segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

Cabral atrai PDT e Pezão contabiliza o dobro de tempo de TV de Lindbergh

Depois de constatar que o rompimento com o principal aliado era inevitável e passar as duas secretarias ocupadas pelo PT para as mãos do PSD e do Solidariedade, o governador Sérgio Cabral (PMDB) deu mais um golpe na pré-candidatura de Lindbergh Farias ao Palácio Guanabara. O presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, afirmou nesta segunda-feira que Cabral deu um “xeque-mate” e atraiu o partido para apoiar a campanha de Luiz Fernando Pezão (PMDB) com uma vaga na chapa para o cargo de vice-governador ou para senador. Dessa maneira, o governador tenta isolar Lindbergh e assegura pouco mais de nove minutos de TV para Pezão, mais que o dobro do que teria hoje o senador petista.

Nenhum comentário:

Postar um comentário