sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

Dilma espera definição de candidaturas no Rio para falar de seu apoio

Mesmo antes de o PMDB explodir em insatisfação, Dilma Rousseff tinha uma convicção a respeito de 2014: o quanto puder adiar a escolha de seus palanques estaduais, melhor. Os cenários mais complicados, claro, são Rio de janeiro e Ceará.

Agora, com o PMDB em chamas, Sérgio Cabral e Eunício Oliveira que exercitem a paciência.
Dilma não fará qualquer movimento indicando preferência por quem quer que seja, principalmente antes de Cid Gomes bater o martelo sobre quem apoiará para sucedê-lo e todas as candidaturas no Rio estarem postas. Fonte: Veja (Lauro Jardim)

Nenhum comentário:

Postar um comentário