quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

Sede da Estação Ecológica Estadual de Guaxindiba inaugurada nesta quarta-feira

Com a presença da presidente do INEA, Marilene Ramos, e do prefeito Pedrinho Cherene, foi inaugurado na manhã desta quarta-feira (04/12), o Complexo da Sede Administrativa da Estação Ecológica Estadual de Guaxindiba (EEEG), em São Francisco de Itabapoana. O espaço, que estará aberto ao trabalho de pesquisa científica e de educação ambiental, é orçado em 3 milhões de reais, com verbas do Fundo Mata Atlântica, e ocupa 830,16 m² de área total.

Durante a solenidade, o diretor de Biodiversidade e Áreas Protegidas do INEA, André Ilha, anunciou para o ano de 2014 a criação de uma Unidade de Polícia Ambiental na Estação Ecológica e o reflorestamento de 800 hectares, que irão somar aos 1.260 de área de mata. A Estação Ecológica Estadual de Guaxindiba abrange 3.260 hectares, incluindo áreas de recursos hídricos.
 A sede é a primeira unidade de conservação estadual de proteção integrada inaugurada com uma estrutura completa e projetada inteiramente dentro dos conceitos de sustentabilidade. Foram priorizados ventilação e iluminação naturais, telhado verde, coletor solar nos postes e refletores, reuso da água da chuva, aproveitamento da energia solar, aerogerador e tratamento de esgoto sanitário com biodigestor. 

O espaço é dotado de guarita, alojamento de pesquisadores e dos guarda-parques, casa do chefe da unidade, administração dos guarda-parques e sala de exposições. O quadro de funcionários inclui 13 pessoas, sendo oito guarda-parques e cinco integrantes da equipe técnica. A chefia da Estação está a cargo de Vânia Coelho, que orienta às escolas interessadas em visitar o local  a realizar um agendamento para a visita.

- A prefeitura e o INEA são parceiros no município de São Francisco. A construção dessa sede, atendendo os padrões de sustentabilidade, se torna não só um espaço de incentivo e à pesquisa científica, mas também uma referência regional em termos de educação e de proteção ambiental – destacou o prefeito Pedrinho Cherene.

Participaram da solenidade de inauguração, ainda, a Gerente de Unidades de Conservação de Proteção Integral do INEA, Patrícia Figueiredo, o presidente da Fenorte, Nelson Nahim, o representante da UENF, Rodrigo Caetano, vereadores do município de São Francisco de Itabapoana, demais autoridades municipais estaduais, lideranças comunitárias e ambientalistas.

Estação Ecológica Estadual de Guaxindiba - Foi criada por decreto no dia 30 de dezembro de 2002, com objetivo de proteger o maior remanescente contínuo de mata estacional semidecidual do Estado do Rio de Janeiro. Também conhecido como mata-tabuleiro, é um dos ecossistemas mais ameaçados pelos ciclos econômicos voltados para cultivos e pastagens no passado. Sua categoria de proteção permite apenas visitas com propósitos educacionais e ou para fins de pesquisa científica. Ascom-SFI

Nenhum comentário:

Postar um comentário