terça-feira, 5 de novembro de 2013

Garotinho: “O meu principal adversário é o preconceito”

O deputado Anthony Garotinho (PR-RJ), em entrevista ao jornal O Dia, diz que o seu principal adversário na eleição para governador, em que lidera as pesquisas, é o preconceito que as pessoas têm contra ele. O preconceito, segundo Garotinho, é baseado “nas inverdades que sofri por perseguição política das Organizações Globo e de grande parte da mídia do Rio”. E diz o motivo:

— A Globo gosta do político tutelado e eu sou um rebelde. Essa é minha face mais parecida com o Brizola. Ninguém me tutela. Ninguém me bota cabresto. Não sou um cidadão dessa elite que despreza o povo. Essa elite olha para o Garotinho e diz “ iiiiiiih, esse cara…” Meu adversário é o preconceito.

Alguns trechos da entrevista:

O DIA: Hoje, além do sr., seis políticos se apresentam como pré-candidatos a governador do Rio — Lindbergh Farias (PT), Luiz Fernando Pezão (PMDB), Cesar Maia (DEM), Marcelo Crivella (PRB), Miro Teixeira (Pros) e Jandira Feghali (PCdoB)…

ANTHONY GAROTINHO: Acho que vamos ter no máximo cinco candidatos.

O sr., Lindbergh, Crivella, Pezão…?

Sou o único garantido. Os outros eu não sei. O Pezão depende da conjuntura do PMDB e de uma conjuntura nacional. O Lindbergh depende da conjuntura nacional e das alianças do PT. O Crivella depende do humor do Bispo Macedo.

Como assim?

Ele é sobrinho do Bispo Macedo. Se o bispo disser: “Crivella, você é candidato”, ele é candidato. Se o bispo disser: “Crivella, você não é candidato”, ele não é candidato.

E se a presidenta Dilma Rousseff pedir para o Crivella ser candidato?

Entre a Dilma e o Bispo Macedo, o Crivella obedece o Bispo Macedo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário