domingo, 19 de fevereiro de 2017

Para ser meu amigo tem que passar pelos meus critérios

O Mensagem de Fé deste domingo leva até você mais um pregação do pastor Cláudio Duarte. Ouça o que ele tem a dizer sobre talento, caráter, amizade, ministério. 

Tenha um bom domingo e uma semana de paz.

sábado, 18 de fevereiro de 2017

Atitudes que só levam você ao fracasso, segundo especialistas

Se você já colocou, ou espera um dia colocar, sua carreira em “piloto automático”, ou seja, anseia por navegar pelo mercado sem que seja necessário fazer o esforço dos anos iniciais na profissão, cuidado. Isso pode levá-lo à derrocada, garantem especialistas.

fracasso“Não existe espaço para acomodados. Piloto automático para carreiras só serviria se fosse de 3ª geração e com inteligência cognitiva”, brinca, Irene Azevedoh, diretora de transição de carreira da LHH.

Confira que tipo de mentalidade não dá mais resultado na carreira de ninguém:

1. “Eu sei como se faz”
Imagine um engenheiro que há 30 anos trabalhe da exata mesma forma. A quem questiona o seu modo de fazer ele dá a clássica resposta: “sei como se faz, sempre foi assim que eu fiz”.

Profissionais com essa mentalidade perdem espaço para aqueles que têm o foco direcionado para a experimentação e visão sistêmica. Ganham destaque pessoas que topam experimentar novas maneiras de fazer as coisas e que consigam perceber como mudanças na rota afetam o todo da operação.

2. “Eu insisto”
Sem consciência da velocidade de mudança, insistir em caminhos antigos ainda que eles não funcionem mais é outra atitude obsoleta para limar da carreira. “Temos que parar de perder tempo tentando arrumar o que não vale. É como querer consertar um videocassete nos dias de hoje”, diz Jaqueline.

Se não traz mais resultado, o melhor é tomar outro rumo.“Pessoas muito rígidas e não dispostas a se adaptar a essa realidade de mundo volátil estão comentendo um dos erros que considero cruciais na carreira”, diz Irene Azevedoh.

A mudança é constante e rápida e já há quem saiba disso. “São aqueles profissionais que pensam: não deu certo? Vamos fazer de outro jeito”, diz Jaqueline.

3. “Uso meu poder para impor o que eu quero”
É o medo de não possuir as competências necessárias para percorrer novas trilhas que leva profissionais a adorar o que já conhecem. “Pessoas com essa mentalidade, geralmente, usam sua autoridade para impor velhos caminhos”, diz Jaqueline.

Executivos identificados com poder, comando, controle, ego e vaidade tendem a decretar sua vontade sem pensar no que é melhor para o negócio e, por isso, vão fracassar.

Está mais ajustado à atualidade quem é nutrido pelo novo e não liga para autoridade. “ Pelo contrário, compartilha o poder, estimula, empodera e acompanha, ao invés de controlar”, diz Jaqueline.

4. “Não olho à minha volta”
É o tal do piloto automático. “Enquanto não há razões graves, tem muita gente que não vai mudar”, diz Jaqueline.

O contrário desse comportamento é ser aberto, consciente e questionador. “Geralmente são pessoas imbuídas de grande valor moral e ético e que não se convencem com a máxima é assim que funciona”, diz Jaqueline.

Irene, da LHH, chama atenção para a importância da capacidade de aprendizado nesse mundo de rupturas tecnológicas. “Um recrutador vai querer saber, por exemplo, quantas vezes na carreira, o profissional quis aprender algo novo”, diz.

Ela afirma que adaptabilidade e capacidade de aprendizado fazem parte de um “pacote de competências” que todo profissional deve ter. Fonte: msn.com.br

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

Dubai será a primeira cidade a ter transporte por táxi aéreo autônomo

Dubai será a primeira cidade no mundo a permitir o uso de táxis voadores autônomos para transportar passageiros. A novidade começará a circular pelos céus da maior metrópole dos Emirados Árabes Unidos ainda em julho deste ano.

Os veículos serão produzidos pela fabricante chinesa de drones Ehang, que planeja exportar à cidade no Golfo Pérsico um modelo capaz de levar um passageiro e uma mala, com peso máximo de 117kg, a 300 metros do solo e com velocidade de 100km/h. O equipamento voa por 23 minutos antes de ter que recarregar a bateria.

De acordo com a empresa, o drone Ehang 184 será pilotado a partir de um centro de controle, depois que o passageiro informar o destino. Se ocorrer algum problema, os veículos estão programados para pousar na zona segura mais próxima, diz a agência de notícias EFE.

"Não é apenas um modelo, nós realmente testamos esse veículo voando nos céus de Dubai", disse o chefe da agência de transporte, Mattar al-Tayer, de acordo com o jornal britânico "The Telegraph".
O modelo a ser usado na cidade foi apresentado pela Ehang na edição de 2016 da CES, a maior feira de tecnologia do mundo, que acontece todos os anos, em Las Vegas, nos Estados Unidos. A empresa, com três anos de fundação, começou fabricando drones recreativos. Fonte: Oglobo.com

Governador Pezão pode sofrer processo de impeachment

O governador Luiz Fernando Pezão pode sofrer processo de impeachment por não cumprir o investimento mínimo em saúde pública determinado pela Constituição. Segundo parlamentares, isso pode ser interpretado como crime de responsabilidade e abrir caminho para tirar Pezão do Palácio Guanabara. 

O documento traz dados preocupantes, como as despesas aplicadas na Saúde. O governo não atingiu o índice mínimo de gastos nessa área: o percentual de aplicação em ações e serviços foi de 10,35% sobre impostos e transferências legais, e o mínimo previsto pela Constituição é 12%.  

A situação se complicará, de fato, se o Tribunal de Contas do Estado (TCE) reprovar as contas de 2016. Vale lembrar que o relatório publicado nesta quarta-feira é um balanço orçamentário resumido. Já o documento que será enviado ao TCE até o dia 2 de abril trará mais detalhes sobre a situação fiscal do Estado.

O presidente da Comissão de Tributação da Alerj, deputado Luiz Paulo (PSDB), ressalta que a lei do estado de calamidade financeira não isenta o Executivo a cumprir as regras constitucionais. 

"Ao descumprir um preceito constitucional, pode-se cogitar que o estado está cometendo um crime de responsabilidade", disse Luiz Paulo. Apesar disso, o parlamentar afirmou que vai esperar o parecer do TCE e a reação do Parlamento.

Líder do Psol na Alerj, o deputado Marcelo Freixo diz que "além de o governo ter cometido crime de responsabilidade, cometeu um crime social". "Não investir o mínimo na saúde significa que as pessoas morrem. Este é um governo que chega ao fim da pior maneira. Não há condições de ele continuar", declarou.

Freixo lembrou que já pediu ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) a anulação da eleição do governador. "Houve recurso do governo ao TSE. E a outra possibilidade é o impeachment. Um governo não pode sofrer impeachment por ser ruim, Mas o caso deste governo é de crime de responsabilidade, não é só porque ele é ruim", afirmou o parlamentar. 

Horário de verão termina no domingo

Resultado de imagem para acertando os relogios
O horário de verão acaba no próximo domingo (19/02), a partir da 0h, quando os relógios devem ser atrasados em uma hora nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste. A medida, em vigor desde outubro, tem como objetivo aproveitar melhor a luz solar durante o período do verão, além de estimular o uso consciente da energia elétrica.

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Um brinde à sociedade corrupta que reclama da corrupção!

O assunto político tem tomado grandes proporções ultimamente. As mídias sociais estão repletas de revoltas contra os políticos em geral e afirmações extremas sobre os mesmos, o ódio contra a corrupção que afeta a população é mais do que aceitável, é necessário.

As páginas no facebook pedindo impeachment (mesmo que escrito errado) da presidente e esbravejando contra a corrupção dos poderosos ganham milhares e milhares de seguidores todos os dias e defensores mais que calorosos. Pessoas que votaram em um candidato se sentem superiores e adoram gritar aos quatro ventos que não colaboraram com o caos regrado à corrupção que temos vivido atualmente. Será?
Quando nos perguntamos o porquê de ser praticamente impossível encontrar um candidato com a ficha limpa bem posicionado no Brasil, dificilmente obtemos respostas. O problema em geral está na população. É isso aí, somos nós mesmos, que não apenas tememos o desconhecido como colaboramos diretamente para a corrupção geral.

Sabe aquele dinheiro que você, mesmo vendo o rapaz derrubar, botou no bolso correndo antes que ele percebesse que caiu? Aquele dinheiro que, ao dar o troco, o atendente do supermercado te passou sobrando e você manteve silêncio e se sentiu satisfeito, sortudo? Àquele produto que você comprou baratinho mesmo desconfiando que era roubado, àquela prestação que você espera “caducar” no sistema de proteção de crédito e não pretende pagar nunca?

E aquele dia que você fingiu estar dormindo no banco colorido do ônibus para não precisar ceder o lugar para a gestante ou o idoso que entrou? Você entrou pelas portas traseiras do ônibus se sentindo o maioral e ainda é cheio de desculpas? Pois é. Sabia que os políticos corruptos também inventam um monte de desculpas para justificar seus atos? Você é tão corrupto e egoísta quanto os odiosos políticos que você acusa com tanto ardor.

Você sai por aí, esbravejando contra todos e se sentindo vítima da corrupção que você mesmo alimenta, mas está sempre tentando levar vantagem em tudo. A diferença entre você e os nossos políticos é que você tem menos poder. Do contrário, seria mais um se divertindo com o dinheiro público. Se você aproveita todas as oportunidades, mesmo que incorretas, para se dar bem nas situações, comece a pensar em suas atitudes antes de sair acusando por aí.

Vamos aprimorar nosso próprio caráter para garantir melhores pessoas no poder futuramente, a começar por nós mesmos? Fonte: OSegredo.com.br Por: JANNINE ART & ILLUSTRATION

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Garotinho quer se candidatar ao Senado em 2018

Imagem relacionadaAtualmente sem mandato, o ex-governador Anthony Garotinho (PR) pretende se candidatar ao Senado no ano que vem. Acredita que boa votação no interior do estado lhe garantirá a cadeira. E aposta no fato de que, diferentemente da eleição passada, em 2018 serão duas as vagas a serem preenchidas.

Outros nomes também se articulam para a disputa. Entre eles, o ministro dos Esportes, Leonardo Picciani (PMDB), e o senador Eduardo Lopes (PRB), suplente que assumiu a vaga após Marcelo Crivella se eleger prefeito.

Esquerda

O Psol também disputará o Senado e avalia quatro nomes. Na lista estão o deputado federal Chico Alencar, o estadual Marcelo Freixo e os vereadores Tarcísio Mota e Marielle Franco. A vantagem de vereadores concorrerem é que, caso não se elejam, não perdem o mandato.

Federal

Por conta da queda de popularidade do PT, o senador Lindbergh Farias não quer arriscar ficar sem mandato. Deve vir como deputado federal, onde tem mais chances. Fonte: O Dia  - Paulo Capelli

Governo do ES inicia processo de demissão de 161 PMs

A Polícia Militar do Espírito Santo informou que fará a publicação nesta terça-feira (14), no Diário Oficial do estado, da instauração dos primeiros inquéritos policiais militares (IPMs) e de procedimentos demissionários dos envolvidos no aquartelamento dos agentes. A paralisação dos policiais começou há dez dias.

“Serão publicados procedimento administrativo disciplinar rito ordinário [para quem tem menos de dez anos de PM] ou Conselho de Disciplina [para quem tem mais de dez anos de PM] de 161 policiais militares. Os procedimentos demissionários têm prazo inicial de 30 dias para serem concluídos”, diz a nota.

Segundo o governo, também serão publicados os IPMs de dois tenentes-coronéis, um major, e um capitão da reserva remunerada. Essas publicações são os primeiros inquéritos instaurados de 703 policiais investigados.

Na sexta-feira (10), a Polícia Militar anunciou o indiciamento de 703 agentes pelo crime de revolta. Se condenados, a pena é de 8 a 20 anos de detenção em presídio militar e a expulsão da corporação. O secretário de Segurança Pública, André Garcia, informou que eles foram indiciados pelo crime militar de revolta por estarem armados e aquartelados nos batalhões. Fonte: ABr

Caixa Econômica abrirá mais cedo para dúvidas de FGTS

A Caixa Econômica Federal passou a abrir as agências duas horas mais cedo a partir desta quarta-feira (15/02), para atender aos beneficiários que queiram saber o saldo ou retirar dúvidas referentes ao saque do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). Os saques serão realizados entre 10 de março e 14 de julho.

Para reforçar os atendimentos, a Caixa vai abrir as agências também nos primeiros sábados dos cronogramas mensais de pagamento (com exceção de abril, mês que a data coincide com a Semana Santa). As datas serão 18 de fevereiro, 11 de março, 13 de maio, 17 de junho e 15 de julho.

Quem não quiser ir até uma agência pode acessar o site o endereço www.caixa.gov.br/contasinativas ou ligar para 0800-726-2017, para que possam, de forma personalizada, saber valor, data e local mais convenientes para os saques. Os beneficiários também podem acessar o aplicativo FGTS para saber se têm saldo em contas inativas, mas é necessário lembrar que os saques só podem ser feitos em contas que foram desativadas até 31 de dezembro de 2015.

SAQUE - Os beneficiários terão quatro opções para recebimento dos valores. Quem tem conta-corrente na Caixa poderá pedir o recebimento do crédito em conta pela internet. Não há restrição de valores. Para quem tem poupança, o crédito em conta será feito automaticamente.

O saque também pode ser feito em caixas eletrônicos, desde que o valor não ultrapasse R$ 3 mil. Para valores até R$ 1,5 mil, é possível sacar o benefício apenas com a senha do Cartão do Cidadão. Para créditos até R$ 3 mil, o saque no caixa eletrônico deve ser feito com o Cartão do Cidadão e a respectiva senha.

terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

Forças Armadas chegam ao RJ para reforçar segurança

O de Janeiro amanheceu, nesta terça-feira (14), com reforço no policiamento, vindo das tropas armadas do Exército. Os militares começaram a atuar à meia-noite.
Resultado de imagem para força nacional
A liberação foi concedida pelo presidente Michel Temer, na segunda-feira (13), após visita do governador Luiz Fernando Pezão, que fez o pedido alegando a necessidade por conta do aumento no número de pessoas na cidade até o carnaval.

Segundo Pezão, os militares deverão permanecer na região "até depois do carnaval". No entanto, de acordo com o decreto publicado no Diário Oficial desta terça, as tropas permanecerão do dia 14 até o dia 22 de fevereiro. G1

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Detran suspende mais de 8 mil CNHs e cassa 846 motoristas

O Detran (Departamento de Trânsito) suspendeu, no ano passado, 67.756 carteiras de habilitação no estado. Já este ano, em janeiro e fevereiro, foram bloqueadas outras 8.018 CNHs. No ano passado, também foram cassadas 3.503 carteiras, além de mais 846 nos dois primeiros meses de 2017. O procedimento de cassação foi iniciado em janeiro de 2016, após aprimoramento do sistema de integração entre os diversos órgãos que aplicam as infrações no Estado do Rio de Janeiro.

Segundo o chefe do Setor de Suspensão do Direito de Dirigir e Cassação da CNH do Detran, Fabrício Corrêa Xavier, a penalidade de suspensão pode ocorrer de duas formas: quando o condutor infrator ou proprietário do veículo atingir vinte ou mais pontos na carteira (isto é, pela soma das infrações, chamadas de pontuáveis) no período de 12 meses ou cometer infrações que por si só prevejam a aplicação da penalidade de suspensão do direito de dirigir. O tempo da penalidade, nesses casos, pode ser de dois meses a dois anos.

Infrações que suspendem o direito de dirigir:

– Dirigir alcoolizado (art. 165). Suspensão de 12 meses;
– Recusar-se a teste, exame clínico, perícia ou qualquer procedimento que permita certificar influência de álcool ou outra substância que determine dependência (art. 165-A). Suspensão de 12 meses;
– Usar veículo para interromper, restringir ou perturbar a circulação da via (art. 253-A). Suspensão de 12 meses;
– Efetuar manobra perigosa (art. 175). Suspensão de dois a oito meses;
– Dirigir moto sem capacete (art. 244, I). Suspensão de dois a oito meses;
– Transportar, na moto, passageiro sem o capacete de segurança (art. 244, II). Suspensão de dois a oito meses;
– Dirigir moto fazendo malabarismo ou equilibrando-se apenas em uma roda (art. 244, III). Suspensão de dois a oito meses;
– Dirigir moto com faróis apagados (art. 244, IV). Suspensão de dois a oito meses;
– Transportar, na moto, criança menor de sete anos (art. 244, V). Suspensão de dois a oito meses;
– Transpor bloqueio policial (art. 210). Suspensão de dois a oito meses;
– Dirigir ameaçando pedestres/veículos (art. 170). Suspensão de dois a oito meses;
– Dirigir em velocidade superior em mais de 50% do limite permitido (art. 218, III). Suspensão de dois a oito meses;
– Disputar corrida (art. 173). Suspensão de dois a oito meses;
– Participar de competição esportiva em via pública sem permissão da respectiva autoridade de trânsito (art. 174). Suspensão de dois a oito meses;
– Omitir-se de socorrer vítima (art. 176). Suspensão de dois a oito meses;
– Forçar passagem entre veículos transitando em sentidos opostos (art. 191). Suspensão de dois a oito meses. Fonte: Imprensa RJ

Horário de verão termina daqui a uma semana

Resultado de imagem para acertando os relogiosO horário de verão acaba no próximo domingo (19/02), a partir da 0h, quando os relógios devem ser atrasados em uma hora nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste. A medida, em vigor desde outubro, tem como objetivo aproveitar melhor a luz solar durante o período do verão, além de estimular o uso consciente da energia elétrica.

A mudança de horário é adotada no Brasil desde 1931, e visa proporcionar uma economia de energia para o país, com um menor consumo no horário de pico (das 18h às 21h), pelo aproveitamento maior da luminosidade natural. Com isso, o uso de energia gerada por termelétricas pode ser evitado, reduzindo o custo da geração de eletricidade.

A previsão do governo é que o Horário de Verão deste ano resulte em uma economia de R$ 147,5 milhões, por causa da redução do uso de energia de termelétricas. Na edição anterior (2015/2016), a adoção do horário de verão possibilitou uma economia de R$ 162 milhões. Fonte ABr

domingo, 12 de fevereiro de 2017

Sol e muita praia em São Francisco

O sol quente não deu trégua nesse fim de semana, com isso a praia foi o destino mais do que certo para aliviar o forte calor. Mesmo com o retorno as escolas e término das férias da maioria dos turistas, o movimento foi grande nas praias de São Francisco. Como  é sabido, o litoral sanfranciscano é enorme, com praias tranquilas, como por exemplo, Manguinhos, que esbanjou beleza em dia típico de verão.


Ele sempre nos ouve

Quantas vezes temos a sensação de estarmos sozinhos? E não é só você não! Mitos pensam assim, mas aos que reconhecem a existência do Deus todo poderoso recorre a Ele, sabendo que nunca esteve só. O Mensagem de Fé deste domingo afirma para você que nosso Senhor está pronto a nos ouvir a todo momento. Nao importa hora e dia, reconheça isso e seja abençoado(a)! 
Resultado de imagem para grito de fé
Tenha um bom dia e uma otima semana !

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

Governo fecha acordo com associações de PMs para fim da paralisação

Associações representantes dos policiais militares e membros do governo do Espírito Santo entraram em acordo na noite desta sexta-feira (10). A informação sobre o acordo entre as partes foi confirmada pelo secretário estadual de Diretos Humanos, Júlio Pompeu, e pelo presidente da OAB-ES, Homero Mafra.

Resultado de imagem para PM ESPIRITO SANTOO acordo não prevê reajuste de salário. De acordo com a ata, o governo desiste de todas as ações judiciais contra as associações dos policiais militares e se compromete a formar comissão para regulamentar carga horária dos PMs. O acordo prevê a volta dos policiais militares às 7h deste sábado (11).  

O Governo acordou ainda em não seguir com punições administrativas disciplinares contra aqueles policiais que voltarem aos seus postos de trabalho até as 7h de sábado. Quanto aos 703 militares que já foram indiciados até esta sexta-feira (10), as investigações seguirão normalmente. 

Acordo não atende mulheres de PMs

As mulheres dos policiais militares não participaram da reunião e, portanto, não assinaram a ata. "Por enquanto continua tudo igual. O governo não decide pelo movimento. Houve uma reunião, uma proposta, e a gente ainda não sabe se aceita a proposta do governo. Assim como o governo ainda não aceitou a nossa. As mulheres ainda vão se reunir", disse uma das manifestantes. Fonte: gazetaonline.com.br