quarta-feira, 17 de outubro de 2018

Ônibus do Hemocentro estará em SFI nesta quinta-feira

Resultado de imagem para doação de sangueO ônibus do Hemocentro Regional estará estacionado nesta quinta-feira (18/10), entre 8h e 16h, na Praça São Francisco de Paula, área central de São Francisco de Itabapoana (SFI), para receber doadores de sangue. A ação é uma iniciativa da Prefeitura de SFI, por intermédio da Guarda Civil Municipal (GCM).

“Doar sangue não dói, não engrossa seu sangue e você ajuda a salvar vidas”, destacou o comandante da GCM, Fabiano Vasconcellos. Ele acrescentou que os doadores devem apresentar um documento original e oficial de identidade com foto.

Para doar sangue é necessário ter entre 16 e 69 anos, sendo que menores de 18 anos devem estar acompanhados de um responsável legal. É preciso ainda estar em boas condições de saúde e não ter ingerido alimentos gordurosos nas três horas antecedentes à doação.

A atividade contará com o apoio das secretarias municipais de Saúde, de Educação e Cultura e de Turismo, Indústria e Comércio. Fonte: Ascom

terça-feira, 16 de outubro de 2018

Juiz decreta prisão de vereador afastado de SFI

scenario-1O juiz eleitoral de São Francisco de Itabapoana, Alexandre Rodrigues de Oliveira, determinou a prisão preventiva do vereador afastado Jarédio Azevedo (SD). Ele está fora do cargo desde 4 de setembro, acusado de compra de votos e apresentação de documentos falsos na prestação de contas de 2016. Nessa segunda-feira (15), O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) manteve (aqui) a decisão de primeira instância que afastou o parlamentar do cargo.

O juiz eleitoral atendeu pedido do Ministério Público. Um vídeo apresentado à Justiça mostra o advogado do réu em contato com uma das testemunhas. Segundo o MP, ele a induziu a prestar depoimento. A medida cautelar imposta a Jarédio o proibia de contato direto ou indireto com as testemunhas.

Segundo a decisão judicial, o vereador afastado deverá ficar preso pelo prazo necessário à instrução do processo. Jarédio terá de ficar preso em cela distinta dos demais detentos. Se não houver sala adequada, o juiz manda oficiar o comandante do 8º Batalhão da Polícia Militar, solicitando sala de Estado Maior para fins de cumprimento da prisão preventiva.

O vereador afastado é considerado, por ora, foragido. Fonte: Blog Arnaldo Neto/Folha da Manha

sexta-feira, 12 de outubro de 2018

Renato Roxinho se reúne com candidato a governador Wilson Witzel, no Rio

Após o pleito eleitoral para deputado, onde obteve 5.735 em São Francisco de Itabapoana, total de 7.149 votos, Renato Roxinho já se articula em meio ao 2º turno das eleições para governador visando as eleições municipais de 2020.
A imagem pode conter: 5 pessoas, incluindo Renato Roxinho, pessoas sorrindo, pessoas em pé
A convite do presidente do seu partido, Jimmy Pereira-PRTB, Roxinho participou de uma reunião com o candidato ao governo do Estado do Rio de Janeiro, o ex-juíz federal Wilson Witzel, considerado favorito ao Palácio Guanabara, após a expressiva votação obtida no 1º turno. Em sua rede social facebook, o sanfranciscano disse: 

"A convite do presidente do meu partido PRTB, Jimmy Pereira, estou participando de uma reunião com o futuro governador Wilson Witzel, onde discutimos não só a eleição de 2018, como também, o pleito de 2020." concluiu.

Renato pediu ao Wilson Witzel - caso eleito - que dê uma atenção nas áreas da agricultura e turismo alegando o potencial que a cidade possui. Em resposta, o candidato a governador disse que dará atenção necessária melhorando as estradas para melhor escoação dos produtos.

quinta-feira, 11 de outubro de 2018

Lewandowski dá HC preventivo a Garotinho para evitar prisão

O ministro do STF, Ricardo Lewandowski, deu um habeas corpus para Anthony Garotinho, suspendendo uma eventual execução da pena de prisão em regime semiaberto.
person-1
A condenação por formação de quadrilha armada havia ocorrido no começo de setembro, a pouco mais de um mês do primeiro turno das eleições para o governo do estado.

 A decisão de Lewandowski vale até que haja uma decisão transitada e julgada.

 O ministro determinou ainda que, caso houvesse um alvará de prisão, que ele fosse imediatamente recolhido.

 Como está fora da corrida pelo Governo do Estado após ter o registro indeferido pelo TSE por outra condenação, Garotinho corria o risco de ser preso nos próximos dias. (Fonte: Blog do Lauro Jardim, jornal O Globo)

O ex-governador do Rio teve a condenação mantida, por 3 votos a 0, pelo Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2) pelo crime de formação de quadrilha armada em 4 de setembro último.

A pena de 2010, que em 1ª instância era de 2 anos e 6 meses de reclusão, em regime aberto, foi ampliada para 4 anos e 6 meses e houve mudança para o regime semiaberto, quando o preso dorme na cadeia. Mesmo assim, o início da pena é em regime fechado.

Garotinho e o ex-chefe de Polícia Civil Álvaro Lins foram condenados no processo que investigou esquema de corrupção envolvendo delegados acusados de receber propina para facilitar a exploração de jogos de azar no estado, em 2008. Fonte: Folha da Manha

TRE/RJ mantém cassação da prefeita de Italva e de seu vice

Na sessão plenária de quarta-feira (10/10), o Tribunal Regional Eleitoral (TRE/RJ) manteve a cassação do diploma da prefeita de Italva, Margareth de Souza Rodrigues (PP) e de seu vice, Bruno Silva de Souza (PV).

Ambos foram cassados por compra de votos nas eleições municipais de 2016. A prefeita e o vice ainda podem recorrer da decisão ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em Brasília.

A condenação em primeira instância aconteceu em dezembro de 2017. De acordo com a decisão, houve promessas de emprego e pagamento de exame médico para eleitores em troca de votos.

Ainda de acordo com o Tribunal, a prefeita permanece no cargo até o julgamento de eventuais embargos de declaração ou o esgotamento do prazo para interposição do recurso em segunda instância. A prefeita informou através de sua assessoria de imprensa que se considera inocente das acusações e que vai recorrer da decisão. Fonte: Redação/Ururau

terça-feira, 9 de outubro de 2018

TSE conclui apuração do primeiro turno; 79,6% dos eleitores foram às urnas

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgou na manhã desta terça-feira (9) os números consolidados da votação de 1º turno nas eleições deste ano, com todas as urnas apuradas.

Resultado de imagem para apuração dos votos 2018Segundo a Corte, do total de 147.306.295 eleitores aptos, 117.364.560 (79,67%) foram às urnas neste domingo, no Brasil e no exterior. A abstenção foi de 29.941.265 (20,33%) – maior percentual desde 1998, quando a abstenção chegou a 21,5%.

Outros 470 eleitores, embora aptos, não puderam votar, porque não foram disponibilizadas urnas nas cidades do exterior onde estão cadastrados.

Do montante de votos, 107.050.673 (91,21%) foram válidos. Votos nulos somaram 7.206.205 (6,14%) e brancos 3.106.936 (2,65%). Há ainda 746 votos pendentes de análise, porque foram registrados em urnas retiradas da seção por determinação do juiz para averiguar possíveis irregularidades.

No total, foram apurados os resultados da votação efetuada em 454.490 urnas.

Na disputa presidencial, o TSE totalizou 49.276.990 votos (46,03% dos válidos) para Jair Bolsonaro (PSL); e 31.342.005 (29,28% dos válidos) para Fernando Haddad (PT).

Ambos disputarão o segundo turno no próximo dia 28 de outubro; o que conseguir mais votos será eleito o próximo presidente da República.

Números da votação
eleitores aptos - 147.306.295
eleitores que foram às urnas - 117.364.560 (79,67%)
abstenção - 29.941.265 (20,33%)

segunda-feira, 8 de outubro de 2018

Renato Roxinho é o mais votado para deputado estadual em São Francisco

O sanfranciscano Renato Roxinho obteve 5.735 votos, uma expressiva votação em São Francisco de Itabapoana. Com uma candidatura simples, humilde e cercado de dezenas de lideranças locais, Renato desbancou candidatos tradicionais, alguns com mandatos, no que foi a primeira candidatura a Assembléia Legislativa de um filho da terra. Isso mostra uma mudança na forma de pensar e atuar dos sanfranciscanos, que tem almejado uma cidade melhor por meio das ações que poderiam ser melhor exercida e desenvolvida no campo da política.
A imagem pode conter: 2 pessoas, incluindo Renato Roxinho, pessoas sorrindo

Em entrevista concedida a rádio São Francisco FM, Roxinho disse: "... meu coração transborda de alegria onde faço uma avaliação positiva. Não tive apoio politico, não tenho mandato parlamentar, não tenho cargo público, foi apoio em massa da população que veio a se concretizar numa votação histórica para o município.."

Uma candidatura a ALERJ exige dos candidatos uma considerável estrutura para percorrer as regiões, uma vez que o estado do RJ possui uma geografia abrangente, mas isso não foi impedimento para que Renato Roxinho desistisse do seu objetivo, tanto que mesmo não sendo tão conhecido em outras regiões somou-se mais de dois mil votos. Em Campos, aproximadamente, 900 votos. Ainda em entrevista a rádio local, o candidato disse: 

"...foquei no município, pois não tive recursos para percorrer outras cidades alem do tempo de campanha ser curto, os resultados nas urnas foi alem do que eu esperava. O povo provou que quer mudança em São Francisco. Sou muito grato a todos os eleitores que votaram em mim, isso mostra que a semente que meu pai Manoel Roxinho plantou gera frutos até hoje, enquanto eu tiver saúde e vida seguirei adiante!" concluiu.

Certamente, Renato Roxinho sai muito fortalecido do pleito eleitoral de 2018 sinalizando caminhos promissores para as eleições de 2020.

Witzel e Eduardo Paes fazem segundo turno no RJ

Com seus quase 13 milhões de eleitores, o Estado do Rio Janeiro terá segundo turno. Diferente do que apontou as pesquisas de intenção de votos, quem saiu na frente foi o candidato Wilson Witzel (PSC) com 42,98%, ou seja, 2.934.419 votos. O segundo colocado é Eduardo Paes, 20,33%, com 1.388.339 votos.

O terceiro mais votado foi Tarcísio Motta (PSOL) com 10,75%, com 780.955 votos. Já o senador Romário, que figurou em segundo lugar nas pesquisas, ficou em quarto lugar. Mesmo recebendo apoio de Anthony Garotinho —barrado de concorrer ao pleito pela Lei da Ficha Limpa —, o candidato obteve somente 8,77%, ou seja, 639.891 votos.

Azarão da eleição do Rio, o ex-juiz federal Witzel é um novato que se apresentou ao eleitor como um político não profissional com experiência no combate à corrupção. De completo desconhecido, ganhou popularidade na reta final na esteira de seu apoio declarado a Jair Bolsonaro (PSL) na corrida presidencial.

Witzel é servidor público com passagens pela Marinha, o Instituto de Previdência do Município do Rio (Previ-Rio) e a Defensoria Pública. É professor e ex-presidente da Associação dos Juízes Federais do Rio e do Espírito Santo, com carreira na Justiça Federal por 17 anos, tendo participado de casos de repercussão, como o do propinoduto. Ele tem 50 anos, é de Jundiaí e mora no Rio desde os 19. Começou a campanha quase sem pontuar, chegando a sexto lugar nas pesquisas há duas semanas e segundo lugar na última sondagem do Datafolha, empatado com Romário Faria (PODE), e em terceiro na sondagem do Ibope. 

domingo, 7 de outubro de 2018

Jesus: único e soberano nome

Mais um processo eleitoral bate a nossa porta, e ficamos pensativos sobre em quem exercer nosso voto. Buscamos no "homem" uma "salvação" para os problemas do Brasil, dos Estados e consequentemente, dos municípios. Devemos crer que Deus levanta homens para governar uma nação, mas nunca devemos deixar de crer que todo poder e força vem do único Senhor: JESUS. Nunca devemos esquecer e jamais deixar de saber que só Ele pode todas as coisas.

Tenha um domingo de paz, que nosso Brasil esteja guardado pelo nosso Jesus. Amem.

quinta-feira, 4 de outubro de 2018

Governo adia início do horário de verão para 18 de novembro

Foto: (Hélvio Romero/Estadão Conteúdo)
O governo federal decidiu adiar o início do horário de verão para o dia 18 de novembro. A decisão do presidente Michel Temer deve ser publicada no "Diário Oficial da União" nos próximos dias. No início do horário de verão, os relógios devem ser adiantados em uma hora.

O presidente atendeu a um pedido do Ministério da Educação (MEC) para não prejudicar os estudantes que farão o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em novembro. O horário de verão estava previsto para começar no dia 4, justamente a data da primeira prova do Enem. A segunda prova está marcada para o domingo seguinte, dia 11.
Em geral, o horário de verão começa em outubro. Mas, para não coincidir com a data das eleições, o presidente Michel Temer assinou um decreto no fim de 2017 que adiou o período para novembro. O primeiro turno está marcado para o dia 7 de outubro e o segundo turno para o dia 28.

Já a data final para o horário de verão foi mantida para o terceiro domingo de fevereiro de 2019. Os relógios deverão ser atrasados em uma hora na madrugada de sábado, dia 16, a partir da meia-noite.

Atualmente, adotam o horário de verão os estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espírito Santo, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal.

Calendário do Enem
O Enem acontecerá em dois domingos, nos dias 4 e 11 de novembro:

04/11: 45 questões de linguagens, 45 de ciências humanas e redação.
Duração: 5h30
11/11: 45 questões de ciências da natureza e 45 de matemática.
Duração: 5h
Abertura dos portões: 12h
Fechamento dos portões: 13h
Início das provas: 13h30
Encerramento das provas: 19h (primeiro dia) e 18h30 (segundo dia). Fonte: G1

quarta-feira, 3 de outubro de 2018

Vagas abertas para auxiliar administrativo e supervisor de operações no Porto do Açu

Resultado de imagem para porto do açuO Balcão de Oportunidades de São João da Barra, por meio do site www.prefeiturasjb.wixsite.com/vagas ou na sede do órgão (ao lado da 145ª Delegacia Legal), está cadastrando até quarta-feira, 3, às 16h, currículos na área de auxiliar administrativo e de supervisor de operações para serem encaminhados ao Complexo Portuário do Açu. Os requisitos são ensino médio completo, bons conhecimentos com a ferramenta Excel e com a elaboração de relatórios.

A carga horária é comercial, de segunda a sexta-feira, com salário de R$ 1.465,08. Entre as atribuições, auxiliar nos processos pertinentes ao departamento administrativo; acompanhar e responder solicitações via ticket; processo de admissão e demissão; recebimento e controle de nota fiscal; abertura de requisições de compra; manuseio de planilhas de controle; tratamento de ponto eletrônico; entrega e controle de benefícios.

Para supervisor de operações as atribuições são supervisionar o contrato, fazendo interface com a operação, garantindo qualidade do serviço prestado dentro da sua área de atuação. Responder pelos resultados gerados de toda operação de sua responsabilidade. Atuar como elo de comunicação entre as operações no cliente e back office. O salário é R$ 3.048,00 e a carga horária comercial.

 Segundo o superintendente de Trabalho e Renda, Sávio Sabóia, somente nos últimos sete meses mais de 500 sanjoanenses foram empregados no Complexo Portuário do Açu. “Atendemos solicitações de empresas não só do Complexo Portuário do Açu, como também de todas que atuam em São João da Barra”, disse Sávio, avaliando que a tendência de emprego é aumentar à proporção que outras empresas estão se instalando no município. Fonte: Redação/Ururau

Ministro Celso de Mello rejeita recurso de Garotinho

scenario-1O recurso de Anthony Garotinho (PRP) para se manter na corrida eleitoral pelo comando do estado do Rio não foi aceito pelo ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF).

O decano da corte julgou que o pedido da defesa do ex-governador era "inviável" e não teria como tramitar por motivos técnicos. Ou seja, o conteúdo da petição não chegou a ser analisado.

Na decisão, o magistrado observou que ainda há embargos de declaração pendentes no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), tornando qualquer intervenção do Supremo "prematura".

Na semana passada, a candidatura foi indeferida pelo TSE, que, por unanimidade, julgou que Garotinho não preenchia os requisitos da Lei da Ficha Limpa. (Fonte: Coluna Extra, Extra, da jornalista Berenice Seara)

Confira abaixo posicionamento do SUPREMO e confira a decisão do STF:

O ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), julgou processualmente inviável a tramitação (não conheceu) do pedido feito pela defesa de Anthony William Garotinho Matheus de Oliveira na Petição (Pet) 7895. Garotinho pretendia que fosse dado efeito suspensivo à decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que manteve o indeferimento de seu registro de candidatura para disputar a eleição ao governo do Estado do Rio de Janeiro, com a consequente proibição de que pratique atos de campanha e tenha acesso a recursos do Fundo Especial de Financiamento de Campanha e do Fundo Partidário. Na petição, Garotinho alegou prejuízo irreparável decorrente de sua ausência em debates entre os candidatos, especialmente o que será promovido hoje (2) pela TV Globo.
Em sua decisão, o decano do STF observa que foram opostos embargos de declaração, ainda pendentes de apreciação por parte do TSE, e que o recurso extraordinário ao STF contra a decisão sequer for interposto, circunstância que torna “prematura” qualquer intervenção do Supremo. “Tenho para mim, considerado o quadro processual ora delineado, que se mostra prematuro o ajuizamento, na espécie, deste ‘pedido cautelar para suspender os efeitos do acórdão do TSE e possibilitar atos de campanha’, eis que o recurso extraordinário a que se pretende outorgar eficácia suspensiva sequer foi interposto na causa principal, como expressamente reconhecido pelo autor da presente demanda”, afirmou Celso de Mello.

Boletins de Urna permitem fiscalização das eleições pelo cidadão

Muitos eleitores não sabem, mas o sistema de votação brasileiro possui um mecanismo pelo qual é possível auditar o resultado do pleito e atestar a confiabilidade das urnas.

Trata-se do Boletim de Urna (BU), documento que registra os votos recebidos pelos candidatos nas diferentes seções eleitorais. Por meio dele, qualquer cidadão pode conferir os resultados apurados nas urnas diretamente do seu aparelho celular (smartphone).

O processo funciona de maneira simples. Encerrada a votação, às 17h (horário local), a urna imprime cinco vias do boletim. O documento impresso traz a identificação da seção eleitoral, bem como o número de eleitores que ali votaram e a quantidade de votos registrados para cada candidato ou partido.

Uma dessas vias é afixada na porta da seção eleitoral, tornando público o resultado daquela urna. Outras vias ficam disponíveis para acesso dos fiscais dos partidos. Ao mesmo tempo, a versão eletrônica do boletim (contida na memória de resultado) é enviada ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do respectivo estado, por meio de uma rede virtual privada da Justiça Eleitoral.

Enquanto o TRE confere a autenticidade dos dados recebidos e inicia a contagem de votos no estado, o eleitor pode auditar o resultado de uma ou mais seções por meio do "QR Code" impresso no Boletim de Urna disponibilizado. Esse código pode ser lido por celulares com câmera fotográfica que tenham o aplicativo "Boletim na Mão" instalado.

Desenvolvido pela Justiça Eleitoral, o aplicativo fornece ao eleitor todo o conteúdo constante dos BUs, de forma rápida e segura. Com o celular aberto no aplicativo, o eleitor "escaneia" o QR Code nas seções eleitorais de interesse e confere, posteriormente, se os dados coletados correspondem a aqueles totalizados e divulgados no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Não é necessária conexão à internet para a leitura do código (QR Code) visível no documento impresso.

Os boletins contêm todas as informações relativas à votação em determinada seção, incluindo comparecimento de eleitores, contagem de votos brancos e nulos e o número de votos nominais e de votos de legenda.

Essas mesmas informações ficam disponíveis para consulta, pelo eleitor, na página "Boletim de urna na Web", mantida pelo TSE. A consulta online ao espelho do BU pode ser feita já no dia seguinte à votação, tão logo a totalização seja concluída em todas as Unidades da Federação.

O aplicativo "Boletim na Mão" foi desenvolvido para as plataformas Androide e iOS. A versão atualizada para as Eleições 2018 já disponível para download nas lojas Google Play e App Store. Fonte: Ascom/TSE

domingo, 30 de setembro de 2018

O poder da adoração

A Bíblia tem muito a dizer sobre adoração. Os termos adorar, adoração e adoradores aparecem quase 200 vezes por toda a Bíblia. Há ainda centenas de outras passagens que descrevem vários atos de adoração, mas onde a palavra não é mencionada especificamente
Resultado de imagem para mensagem de adoração
Paulo e Silas conheciam o poder de como deixar seus corações acima dos problemas. Através do louvor e adoração seus corações se elevaram para a presença de alegria e de paz na presença de Deus, se tornando canais pelos quais Deus podia atuar em qualquer circunstância.

A Bíblia diz que Deus habita no meio dos louvores do seu povo. (Sl.22:3) A palavra hebraica para "habitar" é Yashab que significa habitar, se casar.

O louvor é um veículo de fé que nos leva a um relacionamento íntimo com o nosso Deus, quando nos reunimos em Seu nome. Ele nos leva a desfrutar todos os benefícios desse relacionamento - o poder, a proteção, a alegria, a segurança, o gozo, etc... O salmista escreve: Entrai por suas portas com ações de graças e nos seus átrios, com hinos de louvor; rendei-lhe graças e bendizei lhe o nome. (Salmos 100:4). Fonte: esbocosdesermoesppegadores.blogspot.com

Tenha um domingo de paz e uma semana abençoada, em nome de Jesus.